CNC reduz pela quarta vez projeção de crescimento nas vendas em 2019

cnc projeção vendasProjeção está abaixo do crescimento de 5% do ano passado

A CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) reduziu a projeção de crescimento para vendas em 2019. A ação se deu por causa do recuo de 3,4% no volume de vendas do varejo em março em comparação anual. Dado foi divulgado hoje (9) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A entidade passou de +5,2% para +4,9% a estimativa de aumento. Se confirmado, o ritmo de expansão do varejo ficaria abaixo da taxa verificada no ano passado (+5%).

A CNC destaca que o resultado negativo nas vendas é o pior resultado nos comparativos anuais desde fevereiro de 2017 (-4,8%). Ainda segundo a entidade, isso pode ser parcialmente atribuído ao efeito calendário. Ou seja, na medida em que o Carnaval – que neste ano caiu em março – reduziu o número de dias úteis para o varejo. Entretanto, o travamento do mercado de trabalho segue se colocando como um empecilho à retomada de ritmo das vendas.

“O nível recorde de subutilização da força de trabalho, com aumento da informalidade, tem evidenciado a atual fraqueza da atividade econômica em geral”, aponta José Roberto Tadros, presidente da Confederação.

Fabio Bentes, economista-chefe da CNC, ainda dá mais explicações. “Levando-se em conta o avanço das taxas de juros ao consumidor nos últimos quatro meses e a inflação mais elevada para um primeiro trimestre dos últimos três anos, o desempenho do varejo brasileiro não poderia ter sido significativamente positivo”, disse. 

CNC: Pesquisa Mensal de Comércio

De acordo com a PMC (Pesquisa Mensal de Comércio), divulgada hoje pelo IBGE, o volume de vendas do varejo ampliado cresceu 0,3% nos três primeiros meses de 2019. Isso já computados os ajustes sazonais e comparando aos três meses de 2018. Ambos representam os trimestres mais fracos em termos de expansão do volume de vendas desde o quarto final de 2016 (+0,1%).

(*)Crédito da foto:Alexas_Fotos/ Pixabay 

Comentários