Com cem adesões, Pró-Hotéis prevê grande redução de energia

Hotéis têm que pagar de R$ 1,5 mil a R$ 2,8 mil para receber consultoria do programa (foto: pt.wikipedia.org)

Apoiado pelo IFC (International Finance Corporation), membro do Banco Mundial, o programa Pró-Hotéis confirmou a adesão de 100 meios de hospedagem brasileiros ao projeto - que orienta hotéis na implementação de práticas de eficiência energética e sustentabilidade. O número deve trazer enorme redução de consumo. A expectativa é economizar aproximadamente 57 mil megawatts/hora por ano. A redução seria suficiente para suprir a necessidade de 75 mil residências. Rodrigo Aguiar, diretor do Pró-Hotéis, diz que existe um enorme potencial para a economia energética dos hotéis, com uma diminuição que varia de 30 a 80% após a implantação de sistemas adequados para a administração do consumo de água e de energia. A estimativa é que, até 2014, 200 hotéis figurem no programa. "Esse tipo de melhoria pode aumentar a receita líquida de um hotel em mais de 25%, além de contribuir com a mitigação das mudanças climáticas ao reduzir as emissões dos gases de efeito estufa", articula. Pró-Hotéis O programa funciona como uma consultoria, na qual os hotéis são visitados e um laudo é emitido sobre o que é possível reestruturar com o intuito de reduzir o consumo de energia. Segundo apurou a reportagem, o custo para esta análise varia entre R$ 1,5 mil e R$ 2,8 mil - conforme o número de UHs disponíveis no hotel. Após este processo, o Pró-Hotéis indica empresas parceiras do programa - cerca de 50, algumas delas com tecnologias de outros países - para que equipamentos específicos ou procedimentos sejam adotados em prol da diminuição do consumo. As mudanças vão de iluminação e ares-condicionados a sistemas de coleta de água - e a participação de grupos internacionais ocorre justamente para que novas tecnologias de redução sejam incorporadas à rede hoteleira do País. O projeto viabiliza ainda o acesso a linhas de financiamento para os hotéis que desejem adquirir esses sistemas. Serviço www.programaee.com.br

Comentários