Com marca Red Roof, Nobile acirra competição no cenário de hotéis econômicos

Nobile Hotéis - Roberto BertinoEmpresa completou dez anos de fundação em 2018

Empresa fundada há 10 anos, a Nobile Hotéis fechou o ano passado com faturamento superior a faturamento superior a R$ 260 milhões e mais de 50 hotéis em seu portfólio. Em sua estratégia de expansão, a companhia não poupa esforços e os resultados têm aparecido. Numa das frentes de crescimento, a empresa passou a apostar no segmento econômico e trouxe a marca Red Roff ao Brasil. Em junho, a rede inaugura o quinto empreendimento com bandeira e, sobre essa aposta, Roberto Bertino, presidente da companhia, falou com exclusividade com a reportagem.

Mesmo comandando a primeira edição do Fórum Brasileiro de Hotéis Independentes, que começou há pouco (26), em São Paulo, o executivo falou sobre a estratégia de crescimento com as unidades econômicas. Ele também deu detalhes sobre a nova empreitada da empresa no Nordeste, mais precisamente com o Red Roof Fortaleza. 

Nobile Hotéis: aposta em econômicos

Veja a seguir, o bate papo que tivemos com o líder da Nobile Hotéis.

Hôtelier News: A empresa passou um tempo sem abrir hotéis econômicos, se levarmos em consideração a rotina de inaugurações dos últimos meses (em 2017, foram 22 aberturas). É difícil encontrar oportunidades para este tipo de hotel?
Roberto Bertino: Dos 22 hotéis incorporados ao portfólio em 2017, oito estampam marcas econômicas. Nesse ano já abrimos mais dois hotéis nessa categoria. Em pipeline, dos 19 empreendimentos que temos programados para converter e implantar, nove são desse tipo. Esses dados confirmam que estamos implantando e convertendo hotéis com muita qualidade e em todas as categorias, do econômico a luxo.

HN: Como é para a rede implementar no mercado nordestino a marca Red Roof?
RB: Para a Nobile, a expansão da Red Roof Inn no mercado nordestino atende ao plano de desenvolvimento da rede. Essa será a nossa quinta operação com a marca no Brasil e a segunda no Nordeste. A proposta é atender ao segmento corporativo, por meio dos acordos com parceiros, agências de viagens, mega agências, abracorps e operadoras, sem esquecer também o lazer. A proposta e conceito da bandeira vão satisfatoriamente ao encontro desses dois públicos.

HN: Quais as expectativas da empresa com o hotel da capital cearense? 
RB: Consolidar a marca Red Roof Inn no Brasil, incluindo o Nordeste brasileiro. Manter a gerar alta performance de rentabilidade que a empresa vem atingindo em suas operações nos segmentos de econômico a luxo com suas marcas próprias e de parceiros internacionais.

HN: Como foram as negociações até chegar a este hotel?
RB: Realizamos uma análise criteriosa da oferta hoteleira do mercado de Fortaleza. Localização do terreno, potencial construtivo e projeções de resultados para os primeiros cinco anos de operação do hotel. Após estudos e reuniões de nossa equipe com o grupo investidor, chegamos a números que viabilizam um projeto. 

HN: Quais os investimentos aplicados para esta abertura?
RB: O projeto todo, incluindo o terreno, estimo um valor de investimento de R$ 18 milhões.

HN: Ele segue o padrão das outras unidades Red Roof no Brasil?
RB: Os primeiros quatro hotéis da marca abertos pela Nobile no Brasil foram convertidos de outras bandeiras e operadoras. Logo, adequações aos padrões da marca foram necessárias. O nosso projeto hoteleiro de Fortaleza foi concebido para ser um Red Roof Inn desde o início. Portanto, já nascerá com o DNA da marca e com todos os padrões contemplados na execução do projeto.

HN: Na estratégia de aberturas da bandeira, os próximos passos já estão delimitados?
RB: Sim, estamos seguindo à risca o nosso plano de expansão de nossas marcas no Brasil. Entre elas estão as bandeiras da Nobile, do Wyndham Hotel Group e da Red Roof. Em relação à última, o nosso acordo de master franquia tem como meta abrir 25 hotéis em 25 anos, ou seja, um hotel por ano. Já se passaram dois anos e meio desde a assinatura do nosso contrato e já temos cinco hotéis contratados, dos quais quatro em operação. São mais três hotéis, de um total de 19, no pipeline. Estamos superando as metas traçadas e vamos atingir números ainda mais surpreendentes.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Nobile Hotéis

Comentários