Com olhos em eventos pré-olímpicos, Paradise (SP) fecha 2014 com faturamento recorde


Ricardo Aly, diretor comercial do Paradise Golf & Lake Resort
(foto: Juliana Bellegard)

Desafiador, 2014 foi um ano de conquistas para o Paradise Golf & Lake Resort, instalado no interior paulista. Após a retomada da gestão pela família proprietária, o empreendimento passou por uma repaginação, contratou novos executivos - como a gerente geral Alessandra Gaudio e o diretor comercial Ricardo Aly - e fechou o ano com um balanço positivo.

Em entrevista ao Hôtelier News, Aly explicou que 2011 havia sido o melhor ano da unidade até então. "Conseguimos, em 2014, um desempenho superior, e registramos um faturamento recorde", conta, sem revelar o valor do montante acumulado. Além disso, houve um crescimento de 20% em ocupação, se comparado a 2013, e uma mudança no market share de lazer - antes 15% do volume de hóspedes do resort, agora chega a 30%.

Entre os destaques do ano, o executivo cita o desafio e aprendizado provenientes da Copa do Mundo, quando o Paradise recebeu a seleção da Bélgica. Com esta experiência adquirida, o resort já prospecta novos desafios no segmento esportivo. Os eventos pré-olímpicos estão sob a mira do empreendimento, assim como a possibilidade de que algumas modalidades dos Jogos Olímpicos sejam disputadas em São Paulo.

"Temos estrutura para modalidades como futebol, arco e flecha, golfe, tênis e atividades náuticas", define o executivo, destacando que já há contato com algumas delegações e equipes. Ao longo de 2014, além de receber a Bélgica durante a Copa, o Paradise acomodou a seleção de vôlei do Japão, e sediou o campeonato de golfe da Turkish Airlines e a World Nation Cup de futebol da Danone.

Com estes fatores, o resort prevê um 2015 também positivo, com ampliação do volume de negócios em 15%.
 
Serviço
www.paradiseresort.com.br

Comentários