Coronavírus pode empurrar economia global à recessão, diz OCDE

Coronavírus - impacto economia globalFuncionária da Fiocruz, no Rio: Brasil já tem dois casos confirmados do vírus

A epidemia de coronavírus pode levar a economia mundial à pior recessão desde a crise financeira global, em 2008. O alerta foi dado hoje (2) pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), em comunicado à imprensa. O órgão também clamou governos e bancos centrais a lutarem para evitar uma queda ainda mais profunda.

A economia global deve crescer 2,4% em 2020, nível mais baixo desde 2009. Em novembro do ano passado, a expectativa da OCDE era de expansão de 2,9%, informa a OCDE em atualização de suas perspectivas. A organização, contudo, estima possa haver uma recuperação em 2021, com incremento de 3,3%.

A perspectiva passa pelo princípio de que a epidemia atinja o pico na China no primeiro trimestre deste ano e outros surtos sejam contidos. Entretanto, se o vírus se espalhar pela Ásia, Europa e América do Norte, o crescimento global pode cair para 1,5% este ano, alertou a OCDE.

“A principal mensagem para esse cenário de recuo é de que ele colocará muitos países em recessão, motivo pelo qual pedimos que medidas urgentes sejam adotadas nas áreas afetadas o mais rápido possível”, disse Laurence Boone, economista-chefe da OCDE, à Reuters.

Coronavírus no Brasil

O governo brasileiro informou que a equipe econômica ainda avalia os efeitos do coronavírus para eventual revisão nas projeções de crescimento da economia neste ano. De qualquer forma, alguns estados estão promovendo ações de combate ao surto do vírus. São Paulo, que concentra o maior número de casos suspeitos no país, vai investir R$ 30 milhões em uma ampla campanha de prevenção.

O Brasil teve ontem (1) o segundo caso da doença confirmado. Morador de São Paulo, o paciente trabalha na XP e voltou recentemente de uma viagem à Itália. Ele tem 32 anos e passa bem, sem apresentar sintomas. Na semana passada, outro morador da capital paulista foi diagnosticado com o vírus. Ele também havia retornado de uma viagem ao país europeu. 

Até ontem, segundo o Ministério da Saúde, havia 252 casos suspeitos contabilizados no país. Para saber os principais sintomas do coronavírus, além de como se prevenir e preparar a equipe do seu hotel, acesse https://bit.ly/38nD0CX.

(*) Crédito da foto: Josué Damacena/IOC/Fiocruz

Comentários