Cristal: hospedagem premium no Rio Quente Resorts

O Rio Quente Cristal Resort é o mais novo meio de hospedagem do Rio Quente Resorts
(fotos: Juliana Bellegard)
 
Inaugurado oficialmente há pouco mais de um mês, o Rio Quente Cristal Resort é o mais novo empreendimento dentro do Rio Quente Resorts. O complexo, situado no interior de Goiás, chama a atenção por suas dimensões e números: são 1.250 hectares de propriedade - entre a área do resort e o Hot Park -, recebendo cerca de 1,2 milhão de hóspedes e visitantes por ano, gerando 1.876 empregos diretos e oito mil indiretos.
 
Em termos de hospedagem, o Rio Quente conta com oito hotéis - quatro dentro do complexo e quatro fora. A proposta deste novo empreendimento, no entanto, é um pouco diferente. Mais arrojado, com decoração e ambientação cuidadosamente planejados, detalhes charmosos e um visual diferente dos outros empreendimentos do grupo, o Cristal é o primeiro meio de hospedagem premium do Rio Quente. E foi pensado para atender um cliente um pouco diferente do perfil tradicional do resort.
 
Além do visual, a distância é um dos pontos importantes do hotel. Ele não fica no centro do complexo, nem próximo ao Hot Park ou ao Parque das Fontes. A atração mais próxima é a Praia do Cerrado. O isolamento, embora seja um problema por conta do transporte ainda insuficiente, garante ao hotel ares de exclusividade. Somando-se à paisagem, a impressão que se tem é de que não há mais nada ali além do Cristal. Ponto positivo para conquistar os hóspedes que não fazem questão do agito e da movimentação.
 
Por Juliana Bellegard*
A sala de Vendas do Rio Quente Vacation Club, que fica próxima ao Hotel Turismo
 
Mas, ainda há demanda para o Rio Quente? Rogério Angeloni, gerente geral de Experiência Hospitalidade do grupo, explica que o hotel novo foi projetado exatamente porque os executivos identificaram necessidades do mercado que ainda não tinham sido atendidas. "Havia demanda por 'algo mais'", diz ele. Este, que poderia ser o destaque entre os meios de hospedagem da região, irá atender somente uma parcela dos hóspedes: a estratégia é mantê-lo aberto para todos os clientes pelos próximos dois anos e, em seguida, deixá-lo como hotel exclusivo para os membros do Rio Quente Vacation Club.
 
O projeto, que teve início há quatro anos, sempre foi voltado para este público, normalmente mais exigente. Dentre os negócios do Rio Quente como um todo, o sistema de time share já representa 50% das Vendas - no Cristal, este número sobe para 80%, enquanto nas outras unidades do complexo, o índice varia entre 25% e 27%. Os 20% de hóspedes tradicionais que ficam no Cristal, segundo Angeloni, já recebem um convite para participar o vacation club do Rio Quente. Ao que parece, o hotel já encontrou seu nicho.
 
Iluminação noturna do letreiro
 
"O feedback dos hóspedes até agora foi positivo", conta o gerente. "Eles ficaram extasiados. O empreendimento atende perfeitamente o que foi prometido", afirma, otimista. Ele aponta, no entanto, que alguns detalhes da operação precisam ser afinados - um deles, mais visível, é a acima citada questão do transporte entre o Cristal, a Praia do Cerrado, o Parque das Fontes e o Hot Park.
 
Outro ponto ressaltado por Angeloni é a capacitação dos profissionais. "Esse é nosso grande desafio", diz. A grande maioria dos associados (como são chamados os colaboradores do complexo) são do município de Rio Quente e de cidades vizinhas, como Caldas Novas, Morrinhos e Marzagão. Prepará-los para atender às exigências de um hóspede do Cristal significa oferecer treinamento adequado e contínuo, além de acompanhamento dos gestores. "Queremos fazer com que este associado tenha sempre uma atitude profissional", completa.
 
Pé direito alto, claro e amplo: esta é a primeira impressão que se tem ao entrar no lobby do hotel
 
 
O lounge integrado à recepção é um espaço onde o hóspede
pode se acomodar para ler, acessar a internet e relaxar
 
O espaço conta, inclusive, com uma adega...
 
... E um bar, o Bar dos Ventos
 
 
Reservado para os hóspedes, serve drinques e petiscos
 
Descanso
Natureza, águas quentes e um ambiente arejado, na maioria das vezes, ensolarado. Se o convite implícito no Hot Park é a diversão, o ambiente do Cristal sugere outra coisa: descanso. O projeto do empreendimento conta com diferentes áreas abertas para que o hóspede acomode-se, seja num canto confortável ou próximo ao jardim suspenso, para relaxar. Além dos ambientes secos, há também os molhados. A Praça Som das Águas e a piscina Infinitus têm nomes auto-explicativos e são espaços exclusivos para o hóspede do Cristal. Não é necessário, portanto, nem sair do seu hotel para aproveitar a água quente do complexo.
 
Poltronas e espreguiçadeiras estão espalhadas também ao ar livre, deixando o hóspede à vontade para cultivar o dolce far niente
 
Fazendo jus ao nome, um espaço cercado por espelhos d'água
 
De cima, vê-se a área da piscina, exclusiva para hóspedes do Cristal
 
De borda infinita, a piscina faz "divisa" com o lounge
 
A natureza do cerrado vista da piscina
 
O grande toldo protege os visitantes do sol - normalmente escaldante, mas que havia dado uma trégua no momento da foto
 
Por conta da temperatura morna da água, é possível
aproveitar a noitinha para dar um mergulho
À noite, até as cores do hotel parecem mudar
 
Agora sim dá para entender porque este
espaço chama-se Praça do Fogo
 
Hospedagem
O Rio Quente Resorts é, em sua essência, um programa de família, e o Cristal não é diferente. As acomodações aqui foram feitas pensando em instalar confortavelmente pais e filhos - as UHs menores têm duas camas de casal. São 104 apartamentos Premium, 86 suítes Master e duas suítes Presidenciais, todos com camas de casal queen size e varandas.
 
Deixando o edifício principal, a placa nos indica o caminho
 
Os blocos levam os nomes dos quatro elementos
 
De manhã, ao sair da acomodação, esta era a vista: o jardim em primeiro plano, a piscina e, ao fundo, o edifício principal do hotel
 
A grande varanda privilegia a iluminação natural do quarto
 
  
O espaço do closet divide-se entre armário, pia e banheiro
 
O kit de amenities "básico" destoa da proposta Premium do hotel
 
O aviso de economia de água - bem tão importante
no complexo - vem com o selo ISO 14001 do resort
 
As camas queen size permitem acomodar uma família
de quatro pessoas; ou, com espaço de sobra, um casal
 
TV e a mesa de trabalho (acima) e os poucos itens na bancada
 
Frigobar abastecido com muita água (gelada),
sucos, refrigerantes e cerveja
 
Vista oposta do quarto, a partir da varanda
 
Alimentação
O restaurante da Mata tem como premissa central prestigiar a culinária brasileira, inserindo nas receitas alguns ingredientes típicos do Cerrado. Mais uma vez pensando em uma ambientação diferente, o espaço foi dividido em dois salões, um para o bufê e outro para as mesas. Segundo Rogério Angeloni, separar as estações de alimentos do local onde se senta para consumi-lo dá uma sensação de amplitude e maior conforto. Isto, inclusive, será implantado nos restaurantes do Hotel Turismo em breve, exatamente por este motivo.
 
A organização, a apresentação e a qualidade dos alimentos também é condizente com o discurso de hotel diferenciado. O único ponto que destoa, aí, é o próprio sistema no qual as refeições são servidas. A escolha do bufê, em vez de abrir também uma opção de atendimento à la carte, mostra um certo apego ao que já é praticado nas outras unidades do complexo. Quem busca uma opção de hospedagem mais bacana busca uma refeição idem e, para isso, o melhor lugar ainda é a pizzaria e gelateria Alecrim.
 
Ali, no restaurante da Mata, são servidos o
café da manhã, almoço e jantar
 
Simpática decoração da mesa
 
 
 
 
Café da manhã variado: pratos quentes, frutas,
gelatina, frios, manteiga, cream cheese e mel
 
 
Outras opções de pães e bolos
 
Frutas servidas em grandes pratos
 
 
 
Durante o almoço, o bufê de salada é bastante colorido
 
 
 
Tradicionalmente, sábado é dia de feijoada. Para
acompanhar, couve, torresmo, banana e laranja.
Quem preferir, pode optar por uma massa...
 
... que é preparada na cozinha show, junto com os grelhados
 
Por fim, os doces: pudim, tortas, bolos e frutas
 
Formas e texturas
Os "detalhes tão pequenos" do projeto do Rio Quente Cristal Resort são essenciais para compor o conjunto vistoso do hotel. O paisagismo do empreendimento leva a assinatura de Benedito Abbud e, nos mais diferentes espaços, é possível perceber coisinhas: cores, formas, texturas, geometria e simetria.
 
A entrada já nos dá uma prévia da "cara" do hotel
 
 
O corredor debaixo da marquise: o acesso ao
restaurante na esquerda; para a piscina, à direita
 
 
Detalhes da decoração do saguão
 
 
 
 
As pequenas coisas dos quartos
 
Espaços geométricos: a Praça Som das Águas (acima)
e a vista lateral da marquise que leva ao restaurante
 
Flores coloridas pelos caminhos
 
Hot Park & Praia do Cerrado
O complexo do Grupo Rio Quente é conhecido pelo Brasil afora não só por seus meios de hospedagem, mas principalmente por seus atrativos de lazer: o Hot Park. Aqui, há atividades para todos - piscinas naturais, toboáguas de diferentes tamanhos, viveiro com pássaros e a Praia do Cerrado. Tal qual os hóspedes dos outros hotéis do resort, quem fica no Rio Quente Cristal Resort também pode desfrutar de toda esta estrutura, que a equipe do Hôtelier News detalhou em visitas anteriores e por ocasião da terceira edição do Programa Asas.
 
Não se perca no Hot Park!
 
 
O parque, como todo o complexo, é totalmente integrado à natureza
 
Alguns flashes do Hot Park
 
 
Os tapumes e placas são um teaser da
 
O Half Pipe é um dos brinquedos de dar frio na barriga.
Ao lado, as pequenas quedas d'água do Parque das Fontes
Estas piscinas ficam abertas além do horário do Hot Park (que
fecha as 17h) e é para lá que muitos hóspedes vão no fim da tarde
Dentro do Parque das Fontes fica o Buddha Spa
 
A Praia do Cerrado tem um espaço reservado
somente para os hóspedes
 
E uma "praia" aberta para os day users
 
Dá até para confundir com uma praia de verdade
Serviço

Rio Quente Resorts

Fazenda Água Quente, s/nº - Rio Quente - Goiás 64 3512-8000
 
 

* A equipe do Hôtelier News viajou ao Rio Quente Resorts a convite do complexo.

Comentários