Demanda doméstica de voos da Gol aumentou 7,0% em maio

Gol- resultadosTaxa de ocupação doméstica aumentou 5,0 p.p em relação ao mesmo período em 2018

Com a suspensão das operações da Avianca anunciados pela Anac (Agência Nacional de Aviação), a Gol vem colhendo bons frutos nos últimos meses. Em abril, a demanda doméstica da companhia cresceu 4,3% e em maio, 7,0% comparado ao mesmo período no ano passado. Já a oferta apresentou incremento de 0,5% na mesma base de comparação.

A taxa de ocupação doméstica foi de 82,3% - o que representa um aumento de 5,0 p.p em relação a maio de 2018. O volume de decolagens reduziu 4,6% e o total de assentos caiu 1,0% no mês comparado ao ano passado. 

A demanda internacional da companhia cresceu 71,9%, enquanto a oferta subiu 55,6%. A taxa de ocupação em voos para fora do Brasil foi de 75,3% - aumento de 7,1 p.p comparado a maio de 2018.

Gol: demanda total

Consolidando mais um mês positivo, a oferta total da empresa foi superior em 5,8% devido ao aumento de 1,2% no número de assentos e a redução de decolagens em 2,3%. A demanda total cresceu 12,5% e a taxa de ocupação consolidada chegou a 81,9%. 

(*) Crédito da foto: Divulgação/Gol Linhas Aéreas

Comentários