Documentário mostra passado, presente e futuro do Raffles Hotel, em Cingapura

Raffles Hotel e sua fachada em arquitetura colonialO Raffles Hotel foi aberto em 1887 e seu nome homenageia o fundador de Cingapura, Sir Stamford Raffles 

Símbolo máximo da hotelaria de Cingapura, o Raffles Hotel está com sua renovação próxima da conclusão. O centenário empreendimento, fundado em 1887, ganhará nova e moderna roupagem sem perder sua marcante arquitetura colonial. Primeira grande reforma desde 1989, a obra – bastante extensa – está sendo contada em um documentário recém-lançado. 

A produção, chamada “Remaking an Icon” (“Reconstruindo um Ícone”, na tradução livre do inglês), vai muito além da renovação em si. Ao mostrar os detalhes e o minucioso trabalho dos restauradores, faz uma viagem no tempo, mostrando o passado, presente e o futuro de Cingapura, um dos destinos mais cosmopolitas da Ásia.

O documentário ainda traz personagens riquíssimos. Destaques para Bernd, o funcionário que tenta gerenciar a horda de hóspedes descontentes com o transtorno provocado pelas obras; Roslee, a amável e gentil gerente de plantão; e Kaeley, o assistente da limpeza. Outra figura marcante é o chef Pierre, quase um retrato perfeito do francês volátil e arrogante. Todos eles lutam diariamente para manter o rigoroso padrão de atendimento do Raffles Hotel enquanto o empreendimento é (literalmente) colocado a baixo em torno deles.

Raffles Hotel: história

O Raffles Hotel foi fundado em 1887, quando os irmãos de origem armênia Martin e Tikran Sarkies converteram um antigo casarão colonial em um meio de hospedagem. Batizado em homenagem a Sir Stamford Raffles, fundador de Cingapura, o empreendimento tinha originalmente 103 suítes, com metragem entre 58 e 259 m², distribuídas em três pavimentos. 

Com a renovação, importantes modificações estão sendo preparadas. Uma delas é o anúncio de três novas categorias de suítes: Residence, Promenade e Studio. Antigas salas de reuniões serão convertidas em duas Promenade Suites, por exemplo. Elas ganharão os nomes de Lady Mountbatten e Lady Sophia, antiga condessa da Birmânia e esposa de Sir Stamford Raffles, respectivamente. Com esses ajustes, ao fim das obras, o número de apartamentos subirá de 103 para 115.
 
Bom, chega de texto. Quem quiser assistir ao documentário, produzido pela Channel News Asia, basta acessar https://goo.gl/794CMG. É relativamente longo (48 minutos) e em inglês, mas, para quem gosta de hotelaria, é um programa imperdível. Quem estiver disposto a ganhar uma noção ainda maior do antes e depois que o Raffles Hotel está passando, vale a pena ver o In Loco Especial que Peter Kutuchian, nosso CEO e fundador, fez no empreendimento em 2014.

(*) Crédito da foto: Tom Rooney Travels/Pinterest

Comentários