Documento da ABNT serve de base para futura norma ISO para gestão de sustentabilidade em hotéis

ABNT - norma internacionalA decisão final deve sair no início de maio, em reunião em Buenos Aires

A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) está próxima de uma conquista importante. Um documento técnico sugerido pelo órgão está prestes a ser usado como base pelo ISO (International Organization for Standardization), referência mundial na área de padronização, para se tornar a norma internacional para sistemas de gestão de sustentabilidade de meios de hospedagem. A decisão final será nos dias 7 e 8 de maio, em Buenos Aires, na Argentina, quando 99 países membros do Comitê Técnico de Turismo da ISO darão o aval para sua conclusão e posterior publicação.

A criação da futura norma ABNT NBR ISO 21401 unificará mundialmente as recomendações para gestão de sustentabilidade nos meios de hospedagem. A expectativa é que, até a publicação final, o documento internacional leve cinco meses para chegar às mãos do público interessado. A adoção do documento ISO no Brasil deverá ocorrer logo após a publicação oficial.

Na avaliação de especialistas, a futura norma servirá como uma eficiente ferramenta de gestão. O hotel poderá usar os resultados para melhorar a experiência do turista e a imagem perante ao público. Com isso, dará mais visibilidade não só ao seu empreendimento, mas também ao destino onde está localizado, elevando sua competitividade.

ABNT: celeridade no processo

No total, foram dois anos de discussões com especialistas de 22 países até chegar à versão que será analisada na capital argentina. Um brasileiro, Alexandre Garrido, coordenou o grupo de trabalho criado para produzir o documento. Segundo Garrido, a homologação de qualquer norma ISO é um processo demorado, que dura de três a cinco anos. No caso específico do material sugerido pela ABNT, o caminho transcorreu de maneira mais rápida.

Na avaliação do especialista, a rapidez do processo mostra a eficiência do documento brasileiro. A norma ABNT NBR 15401:2014 já vinha norteando a gestão da sustentabilidade em hotéis e pousadas do país desde 2004. Desde então, ela coleciona diversos casos de sucesso.

“Foram quatro reuniões: duas em 2016, na Malásia e no Rio de Janeiro, e mais duas no ano passado, na Cidade do Panamá e em Madri”, relembra Garrido. “Os representantes que vêm participando da discussão têm mostrado interesse em implementar a solução em seus países. Perceberam que a norma, de fato, funciona e dá resultados para a hotelaria”, completa.

(*) Crédito da foto: lucascgouvea0/Pixabay

Comentários