Eficiência energética pode diminuir perdas no mercado espanhol

14% dos empreendimentos espanhóis não têm interesse em desenvolver projetos de sustentabilidade (foto: wikipedia.org)

Segundo estudo publicado ontem (14) pela consultoria PwC (Price waterhouse Coopers), o setor de hospitalidade espanhol tem a possibilidade aumentar a sua eficiência energética em um valor referente a € 210 milhões. No estudo, intitulado Como impulsionar a eficiência energética no setor hoteleiro espanhol, é observado que 89% dos empreendimentos estudados já se envolvem em algum projeto neste sentido. Mesmo assim, é ressaltado que ainda existe grande potencial a ser desenvolvido. A cifra apresentada em euros é referente à diminuição da emissão de 835 mil toneladas de dióxido de carbono na atmosfera. O valor gasto pelos empreendimentos em seu consumo de energia pode variar entre 4% da receita, para empreendimentos com serviços básicos de iluminação e aquecimento de ambientes e água, até 25%, para estabelecimentos que possuam spa e piscinas climatizadas. Na indústria hoteleira espanhola, 14% dos empreendimentos não possuem planos para trabalhar com sustentabilidade e justificam-se mencionando a dificuldade em conseguir financiamento para projetos de eficiência energética no país. No Brasil, o programa Pró-Hotéis oferece consultoria destinada a unidades hoteleiras que pretendam se engajar em projetos de eficiência energética, com custo para análise variando entre R$ 1,5 mil e R$ 2,8 mil – conforme o número de UHs disponíveis no hotel. Recentemente o programa firmou acordo junto ao Desenvolve SP para que o órgão de fomento conceda crédito aos empreendimentos hoteleiros que desenvolverem projetos de sustentabilidade. Serviço www.pwc.es

Comentários