Em 2019, desembarques internacionais sobem 19% em Salvador

Salvador - desembarques internacionais_2019Pelourinho é parada obrigatória para estrangeiros em Salvador

O número de desembarques internacionais no Aeroporto Internacional de Salvador cresceu 18% em 2019 frente ao ano anterior. No total, 209.940 passageiros vindos do exterior chegaram à capital baiana, contra 177.906 em 2018. Os números foram divulgados hoje (6) pela Vinci Airports, concessionária que administra o terminal.

Segundo a empresa, o principal mercado emissor para a cidade foi a Argentina. Ao todo, 112 mil turistas argentinos visitaram Salvador em 2019, ou seja, mais da metade do contingente de visitantes estrangeiros. O ranking segue com Chile e Uruguai, empatados. Cada país enviou 16 mil viajantes, sendo que o último teve crescimento de 12% frente a 2018.

Estados Unidos, com 14 mil, e Portugal, com 12 mil e incremento de 37% frente a 2018, aparecem a seguir, aponta a Vinci Airports. Itália, com 10 mil viajantes, Alemanha e França, com 8 mil cada um, fecham a lista dos oito mercados líderes. Vale destacar que, em 2019, o Aeroporto Internacional de Salvador teve média de 109 voos internacionais regulares mensais.

A maior demanda internacional e o aumento do número de voos acabaram impactando positivamente na hotelaria. Dados do FOHB (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil) mostram que a cidade teve crescimento expressivo de RevPar e de diária média.

Salvador: mais voos

Recentemente, a Bahia passou a ser destino de voos de companhias de baixo custo, a exemplo da JetSmart. A companhia aérea chilena iniciou operações entre Santiago e Salvador, no final de dezembro. Os voos são diretos e sem escalas, com duração de 5h30. A expectativa da companhia é trazer mais de 30 mil chilenos para conhecer a Bahia em 2019.

“Salvador é o principal portão de entrada da Bahia, especialmente para os turistas estrangeiros. Nossa expectativa é que esse crescimento continue em 2020, considerando o trabalho de promoção do destino Bahia em outros países e o esforço do governo do estado para atrair novos voos”, explica Fausto Franco, secretário estadual de Turismo da Bahia.

(*) Crédito da foto: digasalinas/Pixabay

Comentários