Encatho: Inteligência artificial em atendimento hoteleiro é discutido em palestra

Inteligência Artificial

A questão do atendimento humano versus a inteligência artificial já é recorrente na hotelaria. Debruçadas sobre o tema, existem grandes discussões enumerando prós e contras e, em suma, não há unanimidades. Com isso em mente, Rodrigo Teixeira, diretor-executivo e CEO da AskSuite, palestrou sobre mudanças no mercado, no comportamento de trabalhadores e a respeito das facilidades do atendimento virtual.

Segundo Teixeira, as mudanças causadas pela tecnologia tendem a ser repentinas e para quem quer destaque no mercado de trabalho é necessário identificar tendências e ter uma rápida adaptação.

Com base em uma pesquisa norte-americana, o orador apresentou dados que apontam que 60% dos atendimentos de hotelaria acontecem no ambiente digital. Isso, para ele, reflete o uso quase predominante de mídias sociais como Whatsapp, Instagram e Facebook.

Agindo nesse sentido, a indústria de meios de hospedagem começou a aprender com esses âmbitos e passou a atender como outros ramos. Tais fatores e mudanças são responsáveis pela criação de uma geração com clientes mais exigentes e com necessidade de atendimento necessidade de um serviço 24 horas por dia, sete dias na semana.

"Em outros estudo coletado pela AskSuite, foi detectado que 58% da demanda por hotéis acontece fora do horário comercial", conta. "Domingo, por exemplo, é um dia que vende muito mais que sexta-feira. Trabalhar com vendas é estar onde seu cliente quiser e a qualquer momento", complementa.

Tempo comoessencial para o palestrante do Encatho

Ainda segundo o Teixeira, o tempo é o bem mais precioso nessa conjuntura. E por ser assim o consumidor procura oportunidades a todo instante, indo de site em site na busca do local que lhe tome menos tempo e entregue o melhor serviço.

"A inteligência artificial não surgiu para competir com o ser humano, mas sim para auxiliá-lo. Da mesma maneira que os consumidores se adequaram e atualizaram com as inovações tecnológicas, os hotéis também precisam", finalizou o profissional.

(*) Crédito da Foto: Lucas Kina/Hotelier News

Comentários