Encontro de Líderes: Primeiro painel tratou das diretrizes de desenvolvimento

De Foz do Iguaçu, Paraná*

Encontro dos LíderesPrimeiro painel tratou das diretrizes de desenvolvimento

Abrindo as pautas da manhã de hoje (16), o Encontro de Líderes teve como primeiro tema Diretrizes, Panos e Estratégias para o Desenvolvimento do Brasil através do Turismo, com a participação de Aluizer Malab, secretário Nacional de Desenvolvimento e Competividade do MTur; Fabio Pina, subsecretário de Desenvolvimento de Comércio e Serviços do Ministério da Economia; Ronei Glanzman, Secretaria Nacional de Aviação Civil; e Carlos Eduardo Resende Prado, chefe de Gabinete da Secretaria de Aviação Civil.

Em sua apresentação, Malab disse que o Turismo representa 20% na geração de empregos global. "Um em cada cinco empregos é gerado pelo setor. Por isso, é tão importante. Precisamos focar na realização das ações cada vez mais", disse. 

O executivo trouxe alguns exemplos para acelerar a geração de recursos. "No segmento de parques temáticos, por exemplo, o Brasil detém a primeira posição em número de parques. São 10,7 milhões de visitantes que geram R$ 2 bilhões de recursos. Já os Estados Unidos são terceiros colocados. Mas lá são 307 milhões de visitantes, que movimentam R$ 63 bilhões. Temos muito pra crescer. Estes são apenas alguns exemplos, mas mostram como o turismo pode auxiliar o crescimento da economia brasileira. O setor foi visto por muito tempo como um vagão. Hoje, pode ser a locomotiva que dará o impulso necessário para o crescimento do Brasil", finalizou.

Pina também destacou a importância do turismo. "Este é o setor que mais crescerá nos próximos anos. Precisamos entender que a economia do país está mudando. Hoje, 70% do nosso PIB provém do setor de serviços. Isso mostra que estamos mudando e que o turismo tem muito potencial", comentou.

Glanzman participou por Skype e mostrou um panorama das ações e demandas do setor aéreo. "Temos trabalhado muito para atrair novas companhias aéreas para o mercado nacional, inclusive as de baixo custo. O Brasil tem muito potencial para crescer. É possível dobrar o número de passageiros por ano, chegando a 200 milhões", comentou.

Encontro de Líderes: Tarifas 20% mais baixas

Sobre as tarifas, o executivo disse que, em sete anos, os preços domésticos diminuiram 20%. "Hoje, entendemos que o passageiro pode escolher sua viagem da forma que deseja pagar. Se quer levar bagagem, ele contrata. O mesmo acontece com serviços como alimentação ou acesso à internet. Isso faz com que ele possa pagar o mínimo possivel", explicou.

Glanzman comentou também que as companhias ultra low costs podem ser a solução que a malha aérea no país seja melhorada. "Com elas podemos transportar mais passageiros e atingir as metas. Temos feito a licão de casa com esmero. O programa de concessão de aeroportos está na sexta etapa. Ainda temos mais duas para fazer e assim completar a concessão em todos os principais aeroportos do Brasil. Com isso poderemos atender à demada das viagens com qualidade", finalizou.

O Encontro de Líderes, aberto ontem (15) e que continua até amanhã (17), conta com o apoio e patrocínio de CNCSescSenacFBHA (Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação)Governo do Estado do CearáGJP Hotels & Resortso município de Foz do IguaçuMinistério do TurismoCassinoturLatam e a loja Sax, uma das principais localizadas na paraguaia Ciudad del Este. 

(*) A reportagem do Hotelier News viaja a Foz de Iguaçu a convite da organização do evento.

(**) Crédito das fotos: Peter Kutuchian/Hotelier News

Comentários