Esperando 3,5 mil visitantes, Festival JPA começa amanhã (19)

Esperando 3,5 mil visitantes, Festival JPA começa amanhã (19)Edição 2018 é a oitava do evento

O Nordeste volta a sediar uma feira do setor turístico amanhã (19). Nesta sexta-feira começam as atividades da edição 2018 do Festival JPA. O encontro é destinado ao público B2B, acontece em dois dias e espera receber 3,5 mil visitantes, entre eles buyers da Argentina e agentes de viagens vindos de 25 estados em 22 caravanas aéreas e rodoviárias.

Ocorrendo pela oitava vez, o evento é o último com o nome atual. Mirando internacionalizar a atração, os diretores decidiram, a partir de 2019, chamar a feira de JPA Travel Market. Enquanto isso não ocorre, os participantes da atração atual chegam à capital paraibana levados por uma mega operação que tem os parceiros como fundamentais apoiadores.

Serão utilizados 21 automóveis, além dos bilhetes aéreos, emitidos pela Gol, companhia aérea oficial do evento. Os agentes ficarão hospedados em 23 hotéis, utilizando até 1,6 mil room nights oferecidos pela organização do evento. O evento contou com o apoio do Governo do Estado, Gol, Luck JPA, Porto de Galinhas Convention Bureau e Hardman Hotel.

A partir de amanhã, os participantes encontram palestras, fóruns, rodadas de negócios e 12 salas de capacitações. O pré agendamento das capacitações registravam 2.758 inscrições dias antes do início do evento. 

Festival JPA debate segurança

Dentro da programação do festival, uma atração chama atenção especial. Paralelamente à feira, ocorre o I Encontro dos Profissionais do Turismo de João Pessoa e o assunto da vez será: "A Segurança e a Gestão de Crises na Hotelaria e Turismo".

Organizado por Cristina Lira, um dos nomes conhecidos no turismo potiguar, o evento terá como apresentador e mediador Peter Kutuchian, diretor executivo do Hotelier News. O debate fica por conta dos convidados, os palestrantes Inbal Blanc, fundador e CEO da SegurHotel e Otavio Novo, advogado, profissional de Gestão de Riscos e Crises. 

(*) Crédito da foto: arquivo HN/Peter Kutuchian

Comentários