Estados Unidos tem performance regular em agosto, diz STR

STRPheonix, no Arizona, teve o melhor desempenho em RevPar em agosto

A indústria hoteleira dos Estados Unidos relatou resultados principalmente positivos nas três principais métricas de desempenho em agosto de 2019. De acordo com dados do STR, o RevPar do país teve leve alta 0,9% na comparação com agosto de 2018, ficando em US$ 94,55. 

O indicador teve alta impulsionado pela diária média, que também cresceu 0,9%, fechando o mês em US$ 132,47. Já a ocupação ficou estável em 74,4%.

“Embora a demanda por quartos tenha recuperado a força, com mais 2 milhões de noites vendidas que em agosto, a ocupação foi baixa em comparação com o ano passado ”, disse Jan Freitag, vice-presidente sênior de Insights sobre Hospedagem da STR. 

“Como o crescimento da oferta e demanda está basicamente em equilíbrio, todo o crescimento do RevPAR deriva da diária média, e essa taxa de crescimento tem sido fraca. Nos primeiros oito meses do ano, a alta das taxas foi abaixo ou apenas no nível da inflação, o que cria bastante pressão nas margens de lucro. Essa é uma tendência que vimos nas escalas e classes da cadeia e não esperamos que os fundamentos mudem muito no futuro”, completou.

STR: principais mercados

Entre os 25 principais mercados, Phoenix, no estado de Arizona, relatou o único salto de dois dígitos no RevPar (+11,2% para US$ 56,45). Resultado foi devido aos maiores aumentos de ocupação (+6,3% a 63,4%) e diária média (+4,6% a US$ 89,05).

A ilha de Oahu, no Havaí, registrou o segundo maior aumento de ocupação (+5% para 88,8%). Assim como de RevPAR (+6,5% para US$ 226,73). Já Orlando, na Flórida, sofreu a maior queda na ocupação (-3,1% a 68,9%).

Por fim, Seattle, em Washington, registrou as maiores quedas na diária média (-6,5% para US$ 188,56) e no RevPar (-9,3% para US $ 159,71).

(*) Crédito da capa: iris Vallejo/Pixabay 

(**) Crédito da foto: Dino Reichmuth/Unsplash

Comentários