Europa com performance regular em abril, aponta STR

STR - Europa em Abril_VienaPalácio Belvedere, em Viena: segmento Mice impulsionou hotelaria local

A hotelaria europeia encerrou com desempenho regular o mês de abril, apontam dados da STR. Segundo a empresa, o Velho Continente registrou alta em dois dos indicadores mais importantes do setor. Destaques positivos para duas capitais do Leste Europeu: Viena, na Áustria, e Bucareste, na Romênia.  

No geral, a hotelaria europeia fechou abril com alta tanto na diária média, quanto no RevPar. No primeiro indicador, o crescimento verificado foi de 3,3% (para € 110,09). Já no segundo, o aumento registrado chegou a 3% (para € 79,29). Por fim, a ocupação caiu 0,3%, a 72%. A base de comparação é sempre anual. Em fevereiro, o desempenho havia sido um pouco mais tímido.

STR: Viena e Bucareste

Os níveis absolutos de ocupação, diária média e RevPar na capital austríaca foram os mais altos em série histórica da STR para abril. Segundo analistas da empresa, a alta de 6,2% na demanda (room nights vendidos) está ligado ao segmento Mice. Eventos como o Congresso Europeu de Leucemia e a Assembleia Geral da EGU (European Geosciences Union) lotaram os hotéis locais.

Com isso, sempre na comparação anual, a hotelaria de Viena registrou elevação nos três principais indicadores do setor. Enquanto a ocupação cresceu 4,8% (para 84,6%), diária média e RevPar avançaram 20,7% (para € 116,15) e 26,5% (para € 98,29), respectivamente.    

Bucareste teve desempenho similar, com crescimento de dois dígitos tanto na diária média, quanto no RevPar. Mais uma vez, como na capital austríaca, a realização de eventos turbinou a performance da hotelaria local. A conferência Turismo Sustentável – Políticas para Estados Membros da UE (União Europeia), por exemplo, gerou elevação de 141% no RevPar no dia 4 de abril, informaram analistas da STR.

No geral, a hotelaria da capital romena fechou abril com alta 1% na ocupação, a 71,3%. Em compensação, a diária média saltou 14,5% (para 414,92 leus), o que puxou para cima o RevPar. No caso, o indicador cresceu 15,7% (para 295,98 leus). A base de comparação é sempre anual.

(*) Crédito da capa: eugeniu/Pixabay

(**) Crédito da foto: domeckopol/Pixabay

Comentários