Evento marca abertura da 13ª Solidarity Week, da AccorHotels, em São Paulo

accorhotelsEvento ocorreu hoje (10)

De 10 e 16 de dezembro, a AccorHotels promove mundialmente a Solidarity Week. No projeto, colaboradores da rede se engajam com ações voluntárias em prol da comunidade local e de ONGs parceiras. No Brasil, o pontapé inicial da iniciativa foi dado hoje (10) pela manhã com um evento na sede da empresa francesa, em São Paulo, com a presença de várias lideranças.

Na ocasião, o escritório da AccorHotels sediou a Feira Solidária, quando as organizações sociais comercializam produtos gastronômicos e de artesanato. Além disso, funcionários doaram mochilas escolares para crianças que fazem parte da Unibes, parceira da rede francesa no Brasil.

AccorHotels: responsabilidade social 

A Solidarity Week é uma iniciativa da Solidarity AccorHotels, fundação criada com o propósito de gerar desenvolvimento social por meio do financiamento de projetos sociais. A instituição faz uma década de atividades este ano e, desde então, já favoreceu 500 mil pessoas. Atualmente, 332 projetos são financiados em todo o mundo, impactando positivamente mais de 100 mil pessoas diretamente, além de seus familiares.

“A Solidarity Week reforça, ano após ano, o engajamento da AccorHotels com os temas de cunho social por meio do voluntariado. Atualmente, apoiamos nove ONGs, sendo seis no Brasil, duas no Peru e uma no Chile, investindo € 150 mil (euros) em projetos de capacitação profissional para jovens e adultos socialmente vulneráveis”, destaca Antonietta Varlese, vice-presidente de Comunicação e Responsabilidade Social Corporativa da AccorHotels América do Sul. “Com isso, mais de 600 pessoas estão sendo positivamente impactadas”, completa.

Há dez anos, a parceria com a Unibes forma jovens na área de hotelaria e conta com um apartamento Novotel para as aulas práticas. Atualmente, o curso prepara 60 jovens por ano para a indústria hoteleira. “Fiquei inserida em um hotel por seis meses, aprendendo os passos na teoria e na prática. As aulas de atendimento me ensinaram a lidar com o público e mostraram quanto o turismo influencia a indústria hoteleira”, destaca Nailda Souza, ex-estudante do curso de Hotelaria da instituição Unibes.

(*) Crédito das fotos: Divulgação/AccorHotels

Comentários