Eventos de formatura aquecem a economia de Maringá

maringáImpacto econômico reflete em todos os segmentos

As festas de formatura são eventos que movimentam diversos setores da economia. Uma grande rede de fornecedores se alinham para a realização dos eventos. Desde local, decoração, buffet, bandas, salões de beleza, locação de roupas de festa, até hotelaria e transporte. Para centralizar parte dessa demanda, os formandos contratam empresas especializadas na realização desses eventos. O que resulta em inúmeros segmentos impactados diretamente e indiretamente, movimentando a economia local.

Em Maringá, considerada uma ‘cidade universitária’ em função do grande número de instituições de ensino superior, o impacto econômico desses eventos é alto e reflete em todos esses segmentos. Mais de 100 formaturas são realizadas, tradicionalmente no primeiro semestre do ano, com média de 30 formandos por evento, conforme estimativa de duas grandes empresas organizadoras de formaturas na cidade: Euphoria Formaturas e Fávaro Formaturas, ambas empresas filiadas ao Maringá e Região Convention & Visitors Bureau. 

Durante a graduação, cada formando investe, em média, R$ 6 mil para a realização da festa de formatura ao final do curso, ainda segundo informações das empresas. A partir desses dados, é possível concluir que as formaturas aquecem a economia em cerca de R$ 15 milhões. Estimativa da Euphoria ainda destaca que nos eventos realizados durante o ano são cerca de 50 mil convidados.

Maringá: formaturas

Segundo o diretor da Euphoria Formaturas, Batista Franco, por temporada são aproximadamente 45 dias de eventos oficiais, fora os pré-eventos (churrascos de confraternização ao longo da graduação). Ele explica que a contratação de fornecedores para cada formatura pode chegar a 25 empresas. “Varia de acordo com a complexidade e tamanho do evento, mas são em média 12 fornecedores, podendo ultrapassar 25. Além disso, em uma formatura de porte de médio trabalham aproximadamente 50 pessoas no dia. Considerando um cachê médio, pode-se falar em R$ 10 mil de pagamentos diretos para os colaboradores no dia do evento”, constatou.

De acordo com estimativa da Fávaro Formaturas, cerca de 30% dos formandos têm parentes que vem de fora de Maringá e se hospedam em hotéis, algumas formaturas são realizadas em dois dias distintos. “As formaturas geram aumento na receita de vários segmentos. É um setor que movimenta vários serviços e também deixa dinheiro novo na cidade, a exemplo dos hotéis”, afirmou o diretor da Fávaro, Sandro Almeida.

A Fávaro Formaturas é representada na diretoria do Convention por Sandro Almeida, vice-presidente da entidade, e a Euphoria Formaturas, pelo segundo vice-presidente, João Vitor Mazzer, e pelo membro do Conselho Curador, Batista Franco.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Maringá CVB

Comentários