Fairmont Copacabana garante certificado internacional de qualidade ambiental

Fairmont CopacabanaHotel terá 23% de economia no consumo de água

Antes mesmo da sua inauguração, prevista para este ano, o Fairmont Copacabana já garantiu certificado de alta qualidade ambiental. Certificado internacional AQUA-HQE foi cedido à por medidas adotadas na construção e operação do hotel. 

Sustentabilidade sempre foi uma das prioridades da rede Fairmont em todo o mundo. A primeira unidade da marca de luxo da Accor na América Latina realizou medidas redutoras dos impactos ambientais tanto no período de readequação do prédio, no Posto 6, quanto na operação do hotel. O Processo AQUA-HQE é uma certificação internacional de construção sustentável. O projeto é desenvolvido a partir da certificação francesa Démarche HQE tm (Haute Qualité Environnementale)

A instalação de dispositivos economizadores nas torneiras, chuveiros e bacias sanitárias, é um exemplo das adequações sustentáveis. Essa medida irá assegurar uma economia de cerca de 23% no consumo de água em relação ao padrão (estipulado pela HQE tm ). Além disso, o uso de lâmpadas de LED também garantirá redução de 33% nos gastos com iluminação. 

Outra medida foi o isolamento térmico de envoltória e os equipamentos de ar condicionado com reaproveitamento de calor. Essas últimas iniciativas possibilitarão mais 34% de economia energética. 

Fairmont Copacabana: materiais sustentáveis

Os materiais utilizados nas obras e decoração também foram selecionados com foco na sustentabilidade. Das tintas à base de água - menos agressivas à saúde e ao meio ambiente - às madeiras certificadas FSC (selo de reconhecimento de boas práticas de manejo florestal).

Mais de 90% dos resíduos gerados pela obra estão sendo enviados para reciclagem ou reaproveitamento. Até mesmo o projeto paisagístico foi criado visando a redução do consumo de água, com a escolha de vegetação com baixa necessidade de rega.

Ainda como parte dos esforços do Fairmont, bicicletários foram instalados para  incentivar funcionários a utilizar transporte limpo.

(*) Crédito das fotos: Tadeu Brunelli/ Accor

Comentários