Fairmont Le Reine Elizabeth: luxo em Montréal


Fachada do Fairmont Le Reine Elizabeth, o primeiro cinco estrelas de Montréal,
que completa 50 anos em 2008
(fotos : Christiane Kokubo)

All we are saying is give peace a chance (tudo que estamos dizendo é "dê uma chance à paz").
Essa foi a resposta de John Lennon ao jornalista que lhe perguntou o que ele queria com seu Bed-In - o protesto do vocalista dos Beatles -, em meados de 1969. A frase agradou ao músico que, então, compôs o que se tornaria um hino pela paz, Give peace a chance. A Guerra do Vietnã completava uma década. John e sua esposa Yoko Ono resolveram usar toda sua popularidade para protestar pacificamente, durante uma semana, no quarto 1742 do Fairmont Le Reine Elizabeth, hotel que o Hôtelier News conheceu em Montréal.

Por Christiane Kokubo*
De Montréal, Québec, Canadá


Esse é o lobby que recebe quem chega pela rua. A outra, subterrânea,
é para quem vem de trem ou metrô


A partir do lobby, à direita, vê-se a recepção


E, à esquerda, o Beaver Club e o Les Voyageurs


O lobby principal é bastante espaçoso


Mais de um balcão facilita o check-in e check-out quando o hotel está cheio

 
Em frente à recepção, o salão onde é servido o chá da tarde

Os hóspedes podem ser recebidos em 50 línguas, escolher uma das 1039 unidades habitacionais e contar com mais de 600 colaboradores, 90 deles chefs de cozinha. O Fairmont Le Reine Elizabeth, ou The Queen Elizabeth, tem números expressivos. Primeiro cinco estrelas de Montréal, o hotel que sediava festas memoráveis da alta elite nas décadas de 50 e 60 completa 50 anos em 2008.


Na entrada, bandeiras do Canadá, de Québec,
Fairmont, Montréal e dos Estados Unidos



O Boulevard René-Lévesque Ouest visto
de um dos andares vips do hotel

Durante sua construção, o Reine Elizabeth foi considerado totalmente inovador. Foi o primeiro hotel no mundo a oferecer ar-condicionado e o fato de ter sido construído em cima da estação central de trem - a estação Bonaventure - representou um desafio para os métodos de engenharia da época.


O Fairmont está ao lado da Catedral Marie-Reine-du-Monde,
réplica da Basílica de São Pedro em Roma...

 
... e do edifício Sun Life, que já foi o mais alto da cidade

O quarto onde John Lennon promoveu seu segundo Bed-In – o primeiro, com menos repercussão, foi no Hilton de Amsterdã – continua lá. A disposição dos móveis está diferente e a suíte deve passar por uma reformulação ainda neste ano segundo Joanne Papineau, relações públicas da Fairmont para a província de Québec, que nos apresentou o hotel.


Fotos do casal decoram as paredes da suíte 1.742


Conscientes de que seu casamento chamaria bastante atenção, John e Yoko
resolveram convidar a imprensa e promover a paz


O famoso Bed-In durou uma semana entre
maio e junho de 1969


Junto a admiradores, amigos, jornalistas e convidados, os dois discutiam e
cantavam com cartazes dizendo Bed Peace e Hair Peace
espalhados pelo quarto


A cama estava próxima à janela, onde hoje está esta poltrona

Para os hóspedes que querem sentir um gostinho do Bed-In e não estão preocupados em gastar, o hotel oferece atualmente o serviço Give peace a chance. Por CAN$ 1.969 (US$ 1.676) – ano em que a música foi gravada – o casal desfruta, dentre outros mimos, de pijamas iguais aos que Lennon e Ono usaram, buquê de flores brancas, caixa de chá inglês, CDs e café da manhã e jantar semelhantes aos que foram pedidos na época pelo casal, com exceção da sopa de tartaruga, que não é mais servida por questões ambientais.

 
Joanne nos mostra o livro de registro de junho de 1969 que o hotel conserva
até hoje e uma reportagem em edição comemorativa de jornal local

Como todo hotel em cidade com muitos negócios, o Reine Elizabeth tem maior ocupação durante os dias de semana. A taxa média é de 70% e as diárias das habitações mais simples podem variar de US$ 144 a US$ 314.

 
Para desfrutar dos tratamentos do Gibson Salon & Spa não é necessário ser hóspede do hotel


Com ambiente moderno e convidativo, o spa
localiza-se no primeiro andar subsolo

Aos finais de semana, o que mais faz sucesso são o Gibson Salon & Spa e o brunch servido no Le Montréalais, que junto com o Beaver Club e o Les Voyageurs completa as opções de restaurantes do hotel.

 
O brunch de domingo é bastante conhecido e disputado


Entre as iguarias oferecidas, diferentes tipos de saladas...


... pratos com defumados...


... e frutos do mar


Muitas opções de doces de dar água na boca...


... e de queijos também

 
Na foto da esquerda, os clientes desfrutam da estação de crepes e waffles. Já na da
direita, Stephen Spencer prepara os omeletes. Ele é de Saint Vincent, no Caribe,
e está há dez anos no Le Reine Elizabeth

 
Uma antiga máquina de torrar café decora o restaurante, onde, durante o brunch
de domingo, uma harpista alegra o ambiente

Para freqüentar o Beaver Club, classificado como um dos dez melhores restaurantes do Canadá, é necessário, inclusive, trajes mais finos. Há ainda uma cozinha kosher, que segue todos os padrões judaicos necessários.


Entrada do Le Montréalais


O ambiente mais descontraído do Les Voyageurs


O salão do requintado Beaver Club

Piscina aquecida coberta, academia e spa são as opções de relaxamento e lazer. O Gibson Salon & Spa oferece serviços de cabeleireiro, estética facial e corporal e massagem.

 
Piscina e academia do hotel

  
E alguns serviços do spa

O Reine Elizabeth tem infra-estrutura completa para eventos. Mais de uma vez considerado por algumas publicações norte-americanas como melhor hotel de negócios de Montréal, tem um andar inteiro dedicado aos congressos, além de um business center completo. Em dias de Grand Prix da Fórmula 1 do Canadá, realizado na cidade, o hotel oferece serviço de catering que prepara 30 mil refeições servidas por 450 garçons. Anualmente mais de 100 mil refeições são realizadas fora do hotel no serviço de catering sob a batuta do chef francês Alain Pignard.


Salão pronto para receber evento


No andar que é inteiro dedicado aos congressos, não falta espaço...


... nem cabines telefônicas

No 18º e no 19º pavimentos encontra-se o Fairmont Gold, ou seja, os serviços vips. Concièrges, recepção especial, lounge particular e elevador panorâmico exclusivo são algumas das mordomias.

 
Detalhes do quarto e do banheiro


O Fairmont Le Reine Elizabeth tem habitações para portadores de
necessidades especiais e fumantes


Aqui, área no andar vip


Sobre a cama king size...


... o símbolo da Fairmont

Em reconhecimento a suas ações sociais e ambientais, em 2006 o hotel recebeu o Global tourism business award. Entre as ações sociais, o Reine Elizabeth doa, toda semana, alimentos para duas associações beneficentes. E em breve, todos os hotéis da rede Fairmont na América do Norte terão os computadores da recepção alimentados por energia eólica.


No térreo, próximo ao lobby, encontramos a boutique Fairmont...


... onde são vendidos produtos da região,...

 
... chás servidos no hotel...


... chocolates, o famoso maple canadense...


... pâtisserie...


... e os produtos da marca dos amenities utilizados pelo Le Reine Elizabeth

O Fairmont Le Reine Elizabeth está no coração de Montréal. Com fácil acesso para quem chega de trem ou metrô, encontra-se em uma das maiores avenidas da cidade, próximo a cinemas, teatros, museus, praças e parques, além de ter acesso à cidade subterrânea – bastante útil no inverno.


Com acesso direto aos corredores da cidade subterrânea...


... fica fácil sair do hotel para passear tranqüilamente...


... e chegar até a estação central de trem sem passar frio

O hotel conta com serviço de qualidade, colaboradores muito simpáticos e hospitaleiros, peças de arte que prestigiam artistas locais. São muitos os atrativos, sempre em números impressionantes. Vale a pena conhecer.


O hotel tem um time muito simpático de colaboradores.
Joanne Papineau, diretora de relações públicas...


... os brasileiros Carolina Rodegher, de Porto Alegre, recepcionista,
e o mensageiro paulistano Ricardo Alcantara...

 
... e o garçom chileno Julio Bustamante


Aqui, um dos sete concièrges do hotel, Sebastian Meaca, no andar vip

 
Silvain Joyal, também garçom, e Louis-Charles, há um ano e meio
capitão-porteiro do Fairmont le Reine Elizabeth


Montréal, aqui vista do Parc Mont-Royal...


... continua coberta de neve,...


... mas isso não intimida os esquilos...


... e tampouco as crianças que se divertem no dia ensolarado

Serviço
Fairmont Le Reine Elizabeth
900 Boulevard René-Lévesque Ouest
Montréal, Québec, Canadá
H3B 4A5
1 800 441 1414
www.fairmont.com

*A reportagem do Hôtelier News hospedou-se no Fairmont Le Reine Elizabeth a convite do hotel

Comentários