Farm debate segurança alimentar e desperdício de comida

Farm - evento de segurança alimentarFarm (Fórum de Ação e Recursos para o Município) será em Sorocaba (SP)

Nos dias 20 e 21 deste mês, o Parque Tecnológico de Sorocaba (SP) sedia a primeira edição do Farm (Fórum de Ação e Recursos para o Município). Voltado para as áreas de segurança alimentar e nutricional, o encontro quer debater o desperdício de alimentos e ajudar os municípios a promover boas práticas de integração e prevenção. Na mira está uma meta ainda maior: erradicar a fome no Brasil.   

O Farm pretende discutir as necessidades e soluções do sistema de segurança alimentar e nutricional associado à cadeia produtiva do agronegócio nacional. A ideia, segundo os organizadores, é envolver a todos: do pequeno ao grande produtor, da indústria alimentícia aos distribuidores e autoridades municipais.

Um dado alarmante, de certa forma, motiva a realização do encontro. Levantamento da Abras (Associação Brasileira de Supermercados) aponta que 2% do faturamento do setor, estimado em R$ 338,7 bilhões há dois anos, vai para o lixo (cerca de R$ 7,1 bilhões).

Farm: formato

O projeto foi desenvolvido em conjunto pelo professor Ubaldio Dantas, ex-diretor da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária); Meire Matos, tecnóloga em Gestão Ambiental; José Ribas, agente de segurança alimentar e nutricional; Marcus Manfredi, publicitário da EnjoyBM Marketig; e Matheus Oliveira, especialista em eventos da Smart Eventos.

A ideia dos organizadores é promover outras edições do Farm pelo país ao longo de dois anos. O evento será realizado gradativamente, abrangendo determinados municípios, até que se alcance todo o Brasil.

“A etapa de Sorocaba envolve 79 cidades e terá palestras voltadas ao público da região, de maneira que se possa aproveitar o conteúdo em benefício de melhorias locais, dentro dos conceitos de sustentabilidade”, afirma Manfredi. “Por isso, é tão importante que as prefeituras se mobilizem para participar e que a sociedade cobre essa presença de seus governantes. Não dá para permitir que, num país como o Brasil, haja pessoas passando fome ou necessidade enquanto se desperdiçam R$ 7,1 bilhões em comida ao ano”, completa.

(*) Crédito da foto: TeroVesalainen/Pixabay

Comentários