FecomercioSP: turismo tem alta de 1% na criação de empregos formais em 2018

FecomercioSP- geração de empregosProjeções do setor para 2019 seguem otimistas, diz a entidade

A FecomercioSP divulgou hoje (28) dados consolidados do mercado de trabalho paulista no turismo em 2018. O setor fechou o ano com a geração de 2.776 empregos com carteira assinada, sendo 366 no último mês do ano. No geral, o estado chegou ao fim de dezembro com estoque ativo de 278.613 empregos formais, maior número desde setembro de 2016.

Na comparação com novembro, o contingente total de trabalhadores formais atuando no turismo beirou a estabilidade, com ligeira alta de 0,1%. Frente a dezembro de 2017, o crescimento é um pouco maior (1%), informa a federação. Vale destacar que as 366 vagas criadas em dezembro representam o terceiro mês consecutivo de saldo positivo no indicador.

Os dados são da Pesp Turismo (Pesquisa de Emprego do Setor de Turismo do Estado de São Paulo). A base para o levantamento são informações da Rais (Relação Anual de Informações Sociais) e do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho.

FecomercioSP: mais números e projeção

Entre as sete atividades analisadas, três sofreram queda no número total de vagas celetistas em comparação a dezembro de 2017. Comércio direcionado (-1,2%), eventos (-0,8%) apresentaram maior declínio. Em contrapartida, os segmentos de agências e operadoras (2,5%) e alimentação (1,4%) apresentaram os maiores índices na mesma base de comparação.

“A perspectiva por mais viagens estimula empreendedores a ampliar equipes, ainda que com salários mais baixos do que aqueles pagos anteriormente”, afirma Mariana Aldrigui, presidente do Conselho de Turismo da FecomercioSP. “Além disso, famílias que adiaram as férias no ano passado demonstraram interesse em retomar o hábito”, completa. 

A entidade ainda afirma que o setor de turismo está recuperando as vagas perdidas entre 2015 e 2016. No período, houve saldo negativo de quase 20 mil postos de trabalho com carteira assinada. A expectativa para 2019 é positiva, visto que já houve aumento de investimento empresarial e no poder de compra da população. 

Apesar do cenário positivo em São Paulo, a taxa de desemprego continua elevada no país. Dados divulgados esta semana pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que o indicador chegou ao último trimestre encerrado em janeiro a 12%.

(*) Crédito da foto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas

Comentários