FGV: IGP-M recua 0,68% na 2ª prévia de agosto

IGP-MIndicador é referência na correção de valores de contratos

A FGV (Fundação Getulio Vargas) informou hoje (19) a queda de 0,68% do IGP-M (índice Geral de Preços-Mercado) na segunda prévia de agosto após avanço de 0,53% no mesmo período em julho diante da deflação das matérias-primas brutas no atacado. 

Já o IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), que representa 60% do índice geral e apura a flutuação dos preços no atacado, apresentou recuo de 1,11% - contra alta de 0,62% na segunda prévia do mês passado. As matérias-primas brutas apresentaram incremento de 2,60% no período e passaram a cair 1,76% na segunda prévia de agosto com destaque para o minério de ferro, milho e suínos.

O IPC (Índice de Preços ao Consumidor), que tem peso de 30% no geral, apresentou crescimento de 0,21% na segunda prévia de agosto, sobre 0,10% em julho. A principal contribuição para os resultados foi dada pela alta de 0,78% nos preços de Habitação, acelerando sobre 0,42% em julho, pressionado principalmente pela tarifa de eletricidade.

IGP-M: mais dados

Já o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) avançou 0,15% ante 0,93% na segunda prévia de julho. O IGP-M é referência para correção de valores de contratos, como de aluguel de imóveis, por exemplo. A segunda prévia do indicador calculou as variações de preços no período entre os dias 21 do mês anterior e 10 do mês de referência.

(*) Crédito da foto: ElasticComputerFarm/Pixabay

Comentários