Gigante Taj Hotels quer comprar Copacabana Palace

O Taj Palace Marrakech, primeiro palácio do grupo de luxo fora da Índia (foto: divulgação)

Proprietária da marca Taj Hotels Resorts & Palacetes, a Indian Hotels Company Ltd formalizou, juntamente com Charme II Fund, uma proposta de compra da Orient-Express Hotels Ltd ("Orient-Express") - sugerindo a aquisição de todas as ações em circulação da empresa gestora do emblemático Copacabana Palace Hotel, do Rio de Janeiro. Há mais de cinco anos, a Indian Hotels é acionista da Orient e, atualmente, detém cerca de 7% da ações. O valor da oferta está estimado em US$ 1,86 bilhão - cerca de US$ 12,63 por ação. Segundo apurou a reportagem, a ideia é manter os empreendimentos Orient-Express com a mesma bandeira - uma vez que as empresas, apesar de atuarem no mercado de luxo, têm perfis diferentes. A ideia é que uma utilize a expertise da outra para penetrar em novos destinos. "A Indian Hotels tem grande respeito pela Orient-Express e por sua coleção de propriedades de luxo exclusivas em todo o mundo. Estamos muito entusiasmados com a perspectiva de ter as duas grandes empresas e marcas juntas", diz Josy Karabolad, representante da rede Taj no Brasil. Os termos da transação propõem que a Orient mantenha-se uma empresa com gestão independente. A Indian Hotels garantiu ter capital necessário para consumar a compra. Os grupos Hoje, a Taj tem 99 hotéis em 56 diferentes destinos indianos - além de 16 meios de hospedagem internacionais, incluindo os emblemáticos Taj Mahal Palace, em Mumbai, The Pierre, em Nova York, o Taj Lake Palace, em Udaipur, e o recém-inaugurado Taj Palace Marrakech, em Marrocos. A marca Orient-Express conta com 45 hotéis, dois cruzeiros e seis trens de turismo de luxo em 22 países, incluindo propriedades famosas como o Hotel Cipriani, em Veneza; o Grand Hotel Europe, em St Petersburg; o Copacabana Palace, no Rio de Janeiro; e o Maroma Resort e Spa, na Riviera Maya, México. Serviço www.tajhotels.com www.orient-express.com

Comentários