GlobalData: Brexit e coronavírus podem ser combinação fatal à hotelaria britânica


 GlobalData - brexit e coronavírus_impactoOxford Street lotada: cenários atual e futuro podem ser bem diferentes 

Com rígidas regras de isolamento, o setor hoteleiro europeu e britânico vem sendo severamente afetado pelo coronavírus. O segmento tem a situação agravada em função da queda no turismo internacional. Por isso, na avaliação da GlobalData, as negociações  em torno do Brexit poderiam multiplicar, a até mesmo comprometer, a hotelaria no pós-pandemia.

Hoje, segundo a UKHospitality, a hotelaria representa 5% do PIB (Produto Interno Bruto) e do emprego britânicos. O setor, contudo, está ameaçado pela provável retração do turismo internacional no pós-pandemia, que responde por boa parte das hospedagens. A perda de empregos em mercados-chaves deve paralisar as viagens internacional, avalia o GlobalData. 

Hoje, segundo o Visit Britain, França, Alemanha, Espanha e Estados Unidos são responsáveis por 60% do turismo internacional britânico. “Se as negociações União Europeia-Reino Unido não alcançarem acordos de livre comércio, o Brexit multiplicará os desafios para a indústria de alimentos e bebidas no Reino Unido”, acrescenta Aditi Dutta Chowdhury, analista de pesquisa econômica do GlobalData.

GlobalData: resposta à crise

A consultoria prevê que as chegadas internacionais no Reino Unido devem cair 35% frente a 2019, muito em função do Covid-19. Em paralelo, incertezas sobre o Brexit já provocam problemas. Desde o referendo, segundo a GlobalData, a participação de turistas de negócios na chegada de viajantes internacionais caiu de 24,6%, em 2015, para 21,8%, no ano passado.  

Para estimular a hotelaria, o governo britânico tem lançado uma série de medidas, como desconto de 100% nos impostos. O governo também está adicionando liquidez ao mercado. Empresas de hospitalidade e lazer, concedendo até £ 25 mil para alguns contribuintes. 

“A atual crise de saúde combinada com o Brexit representam um risco significativo para a hotelaria britânica. Agora, o setor, juntamente com parlamentares e outros atores, estão trabalhando para adotar políticas de migração favoráveis em resposta às necessidades econômicas do mercado hoteleiro”, finaliza Chowdhury.

(*) Crédito da foto: Luis Coronel/Unsplash

Comentários