Governo potiguar anuncia voos charters entre Natal e Amsterdã a partir de novembro

NatalReunião para oficializar o acordo ocorreu ontem (7)

De novembro em diante, as cidades de Natal e Amsterdã terão voos diretos entre si. A novidade foi anunciada por Fátima Bezerra, governadora do Rio Grande do Norte, na tarde de ontem (7), em reunião com representantes do trade turístico potiguar. A responsável pela operação dos voos charters será a Corendon Airlines.

A rota está prevista para começar a partir do dia 3 de novembro, com duas frequências semanais e contrato de seis meses, inicialmente. Ao todo, 360 passageiros devem voar pela frequência a cada sete dias.

De acordo com Ana Maria da Costa, secretária do Turismo do estado, o grande objetivo com a ação é retornar o bom contato do Rio Grande do Norte com o mercado europeu. "Vamos trabalhar com empenho para que este voo seja efetivado e o Rio Grande do Norte volte a ser um dos principais destinos de férias de verão dos europeus", afirma.

Além dela, Fátima também falou sobre o acordo, dizendo que o voo deve alavancar o turismo da região. "Queremos ir além do turismo de sol e mar, trabalhando nossa gastronomia e o turismo de aventura, por exemplo", salienta. Mesmo com a divulgação oficial ontem, o voo tinha sido lançado em janeiro, durante uma feira na Holanda.

Natal e Amsterdã: projeções e expectativas

Segundo Atilay Batu, presidente da companhia aérea, existem 100 reservas para o primeiro voo. Além disso, o executivo explicou a situação para manter a rota em operação além do período estipulado. "Nossa ideia é manter a operação por mais de seis meses, mas para isso precisamos do governo e demais atores do setor", explica.

Com a chegada do voo, um sinal de atenção soa para para o Rio Grande do Norte. Também ontem, a governadora encontrou representantes da Inframerica, administradora do Aeroporto Internacional Aluízio Alves. A conversa caminhou num tema importante para esse momento: o aumento da malha aérea do estado.

"O estado precisa ser mais atrativo aos turistas nacionais e estrangeiros, e isso passa pela ampliação na oferta de voos e redução de tarifa, que hoje é uma das mais altas do Nordeste", finaliza Fátima.

Uma medida que pode servir de alternativa para o quadro potiguar foi avaliada e aprovada em São Paulo. No início da semana, o governo paulista anunciou a redução do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre o querosene de aviação. A ideia é que o ato sirva de incentivo para mais investimentos na aviação. 

(*) Crédito da foto: Divulgação/Governo do Rio Grande do Norte

Comentários