Granbello: resort corporativo na Grande Belo Horizonte

O Granbello Hotel foi inaugurado em meados de 2012 em Vespasiano (fotos: Juliana Bellegard)

Belo Horizonte firma-se, ano a ano, como um importante polo de negócios não somente para a hotelaria, mas em diversos setores da indústria. A cidade tem a vantagem de (ainda) não padecer de alguns males das grandes megalópoles brasileiras - notadamente, Rio de Janeiro e São Paulo - e é foco de investidores que buscam proximidade com as capitais paulista e fluminense, mas preferem não estar no centro do furacão. A crescente demanda de negócios na região gera, por consequência, uma demanda para a hotelaria local. Na capital mineira, vários empreendimentos vem sendo desenvolvidos - só no último ano, foram anunciados Best Western Plus Pampulha Design Hotel, San Diego Express Palmares, Promenade Golden Flat, ibis Contagem Ceasa, Soft Inn, entre outros, além do impasse da unidade do Fasano em Minas. A capital mineira ainda deve ganhar o segundo Pullman do Brasil. Os municípios vizinhos também buscam se adequar a este profícuo momento do mercado, reforçando ou, em alguns casos, criando uma malha hoteleira. É o caso do Granbello Hotel, situado na cidade de Vespasiano, há 27 km da capital mineira. Apesar de não estar no centro, o meio de hospedagem tem uma localização estratégica: fica há 25 minutos do centro de Belo Horizonte, cinco minutos da Cidade do Galo - centro de treinamento do Atlético Mineiro - e a 12 minutos do Aeroporto Internacional Tancredo Neves/Confins. A proposta do hotel é oferecer uma opção de hospedagem de qualidade para clientes corporativos, além de grupos de convenções e eventos. Mas é inegável que a grande piscina, as acomodações em forma de chalé e o clima tranquilo do interior remetem o hóspede a momentos de tranquilidade e descanso. Afinal, mesmo quem viaja a negócios merece um tempinho para relaxar... Por Juliana Bellegard* Inaugurado no primeiro semestre do ano passado, o empreendimento passou por uma reforma antes mesmo de ser aberto. O que o diferencia de outros hotéis com foco corporativo é sua organização horizontal, que até pode ser confundida com a de uma pousada. Mas a proposta é ser um resort corporativo, conforme descreve Anderson Luis da Silva, diretor do empreendimento. Uma das vantagens desta disposição é oferecer a seus clientes um centro de convenções com vista para a piscina. Estrutura O hotel conta com dois salões de eventos com capacidade de atender até 200 pessoas cada um, business center e acesso à internet via wi-fi. Os espaços ficam em casas separadas da recepção, do restaurante e mais distantes dos chalés, garantindo que os clientes tenham um pouco mais de privacidade em cada local. Atrações à parte são as três piscinas, literalmente o centro do empreendimento. Para as crianças, há a infantil; e para os adultos, uma bem em frente ao restaurante, possibilitando um drinque ao ar-livre antes do jantar, e outra junto à área de eventos. A&B

Cenário do deck do restaurante

Uma das preocupações do diretor dentro do Granbello é a sua oferta gastronômica. O Villa Olive Espaço Gourmet serve a hóspedes e clientes externos um cardápio que une cozinha mediterrânea à culinária brasileira. Silva tem formação em gastronomia, trabalhou na área de A&B, o que faz com que sua aposta nesse setor seja maior. "Quero que esta seja a porta de entrada do hotel", explica. O restaurante, de serviço à la carte, tem 160 lugares e pode servir também o público de eventos em sistema de bufê. Três destaques para o espaço: uma área externa, para os dias (e noites) mais agradáveis; a seleção de vinhos disponíveis, instalados em um dos lados do restaurante; e uma pequena área mais elevada no salão, onde o diretor aponta como local ideal para a montagem de um pequeno palco de apresentações musicais. Acomodações

Em vez de apartamentos, chalés

O clima interiorano do Granbello é, em parte, dado pelo formato de suas acomodações. Nada de pequenos apartamentos. Aqui, o cliente é instalado em chalés com quarto e uma sala de TV. As acomodações são divididas em Standard duplo ou triplo, Suíte Chalé dupla ou tripla, Suíte Varanda dupla ou tripla. Diversão Nem só de trabalho vive um executivo - tem também o lazer. Nem só de piscina vive o lazer de um hotel. No caso do Granbello, a estrutura inclui também quadra poliesportiva, sauna, sala de jogos com mesas para cartas e sinuca, sala de massagem e relaxamento, e uma academia instalada em um gazebo no jardim do empreendimento. Serviço www.granbellohotel.com.br *A reportagem do Hôtelier News viajou a Vespasiano a convite do Granbello Hotel

Comentários