Guilherme Santos: O hóspede inseparável - Parte II


Guilherme Santos 
(foto: arquivo pessoal)

Buscando entender melhor a experiência mobile do usuário e as diferentes possibilidades desta tecnologia para o negócio hoteleiro, aconteceu nos Estados Unidos recentemente o MobileHost. Com discussões acerca deste universo, o evento reuniu especialistas e debateu temas como as estratégias de marketing neste canal de ferramentas mobile. Outro ponto levantado é a presença dos mobiles dentro dos hotéis e a segurança.

Em uma das mesas de discussão, Suneet Tuli, CEO da Datawind, uma fabricante de dispositivos do tipo tablet de baixo custo, expõe a experiência de sucesso da empresa atuando como fornecedora a outras iniciativas nas áreas da educação e hotelaria. No slide abaixo podemos perceber em que áreas a pesquisa colhe os melhores resultados:

Utilizando um aplicativo próprio no tablet o hóspede pode requisitar pedidos no quarto 41%, solicitar chamada de alarme 21%, solicitar o serviço de quarto 7%, e além destas, a outras formas de utilizar o dispositivo destaque para: a internet, verificar mensagens da administração para o hóspede e ler informações sobre o meio de hospedagem.

Chegará o futuro em que todo quarto de Hotel contara com um tablet como foi no caso no passado a adesão a TV? Em um estudo publicado recentemente a KPCB aponta que cada vez mais cresce o consumo de mídia nos dispositivos em questão. O tráfego de dados consumidos nos dispositivos mobile estão subindo de forma acelerada, 81% de ano para
ano, graças ao vídeo, onde correspoende a 22% do consumo. 66% dos donos de tablets nos EUA nevegam na web enquanto assiste TV, 44% deles estão comprando.

Com a chegada da tecnologia em um mundo conectado, cresce a preocupação com a segurança. Ed Durbin, diretor estratégico da Airwatch, lembra que é preciso estar preparado para que um funcionário mal intencionado não comprometa informações sensíveis da organização, distribuindo para a internet detalhes da empresa ou fotos sem permissão, por exemplo. Para coibir ações deste tipo, a empresa criou uma aplicação que protege informações dos dispositivos por meio de um sistema que, após a autenticação do usuário, libera os aplicativos cujo acesso lhe é permitido somente no curso da jornada de trabalho.

A preocupação da segurança é realmente relevante, já existiram casos de grandes perdas por exposições negativas, acredito que a melhor forma de combater é prestar um serviço de excelência com uma administração atenta e bem alinhada com os seus colaboradores, prever incidentes com aplicativos próprios ou limitando acessos a internet via a rede interna, são tentativas possíveis e válidas como também estar preparado para contornar o incidente de forma rápida e precisa caso ele ocorra.

É fato que com tantas câmeras circulando, o futuro não nos reserve privacidade, seja para o lado positivo ou negativo. A propósito, este futuro já chegou, faz parte do nosso cotidiano e devemos estar preparados.

*Guilherme Santos iniciou sua caminhada na indústria hoteleira desenvolvendo o seu primeiro software de gestão de Hotéis em 2009, feito para operar via rede local ou internet. Como empreendedor, fundou a empresa de tecnologia Growner em 2013, que oferece produtos que envolvem soluções integradas de gestão, relacionamento com o cliente, com as mídias sociais e distribuição de email marketing, tudo pensado especificamente para a rede hoteleira. 

Contato
gsantos@growner.com.br

sixstars.growner.com

Comentários