Hilton lança sistema para controlar impacto ambiental

Um dos apartamentos do Hilton Nova York
(foto: hilton.com)
 
A rede Hilton Worldwide, acaba de lançar um novo sistema para  reduzir significamente o uso de energia, água, carbono e desperdícios em suas unidades. Trata-se do chamado LightStay, que tem a função de calcular e analisar o impacto ambiental.
 
Os resultados obtidos em 1.300 propriedades do grupo que utilizaram este novo sistema mostraram uma economia de energia suficiente para abastecer 5.700 casas durante um ano, água para encher mais de 650 piscinas olímpicas e uma redução na emissão de carbono equivalente à retirada de quase 35 mil carros das estradas. As reduções em energia e água também representaram para os proprietários do grupo, uma economia estimada em mais de US$ 29 milhões em custos, com relação ao ano anterior.
 
"Hilton Worlwide e suas marcas lidam com centenas de comunidades e milhões de pessoas em todo o mundo. É por isso que operar de forma sustentável e responsável é a prioridade de nossa empresa e uma parte central da maneira de fazermos negócio", diz Christopher Nassetta, presidente e diretor executivo do grupo.
 
"Através de nosso foco em sustentabilidade, buscamos reduzir nosso impacto no ambiente e nas comunidades em que atuamos, criando valor econômico para nossos proprietários e proporcionando uma melhor experiência para os nossos hóspedes", aponta. 
 
Já Mark Lauer, gerente geral do Hilton Nova York, enfatiza que os dados do sistema LightStay os inspiraram a lançar um programa de decomposição de resíduos, que elimina cerca de mil quilos de lixo por dia. "Tivemos a ideia de doar as sobras de alimentos para uma instituição de caridade local, doando mais de 5 mil quilos de alimentos que seriam desperdiçados", finaliza Lauer.
(Priscilla Giglio)
 

Comentários