Hotéis BLTA faturaram mais de R$ 6 milhões em 2017

Hotéis BLTA faturaram mais de R$ 6 milhões em 2017Levantamento teve o Senac como parceiro

Organização que reúne hotéis de luxo atuantes no Brasil, a BLTA (Brazilian Luxury Travel Association) divulgou alguns números relativos ao ano de 2017. Segundo informou a entidade, de janeiro a dezembro do ano passado, os 36 empreendimentos afiliados faturaram R$ 666 milhões. Os índices foram apresentados durante um roadshow que passou por três capitais (Brasília, Porto Alegre e São Paulo) mostrando os atrativos dos meios de hospedagem associados.

O estudo, chamado Anuário de Turismo de Luxo, foi montado por meio de uma parceria com o Centro Universitário Senac. Além dos números da última temporada mostra perspectivas para o fechamento deste ano.

Dentre os índices que chamaram atenção estão dados sobre o perfil do consumidor da hotelaria de luxo no país. O relatório revela que os brasileiros ainda são os maiores clientes (65%do total), seguidos europeus (17%), norte-americanos (12%) e latinos (5%). Em relação aos aspectos motivadores das viagens de luxo, no Brasil elas estão mais focadas em lazer (76%), negócios e eventos corporativos (11%), eventos sociais (7%) e festas e eventos (6%). 

Vale destacar que 40% das reservas ocorrem no balcão, enquanto 19% via OTA (Online Travel Agency), 17% por operadoras e outros 17% via agente de viagem.

Quanto ao tempo médio de hospedagem, a maioria (63%) permanece por 3 diárias, 29% dos clientes de 4 a 7 diárias e 6% ficam mais de 7 diárias. Já em relação às demandas dos hóspedes em relação aos hotéis, alguns itens mostram-se prioritários: alimentação (91%), Spa (69%), relax (53%) e passeios náuticos (34%). Entre os serviços mais solicitados, banda larga (72% - importância do wi-fi foi apontada recentemente por outro estudo), traslado / pacotes de experiências (72%) e cardápio especial (50%).

Uma das responsáveis pelo levantamento, Simone Scorsato, diretora executiva da associação, comenta que obter esses dados são um processo na busca pelo aperfeiçoamento de mercado. Segundo a executiva, os associados enxergam no conhecimento e no associativismo um caminho natural para uma economia solidária e efetivamente sustentável.

BLTA : sustentabilidade

Dados da pesquisa realizada em parceria com o Senac também indicam que 56% dos associados possuem algum tipo de projeto que envolve a comunidade local. Nesse contexto, 35% desses projetos são focados na conservação e meio ambiente, 30% na comunidade e 20% na educação. 

A partir desses números, e sob a premissa de estimular ainda mais esse engajamento, a associação anunciou o Prêmio Sustentabilidade BLTA. A iniciativa irá premiar os melhores projetos focados em práticas sustentáveis dirigidas aos aspectos social, ambiental e econômico. 

As inscrições vão até 15 de outubro e o prêmio será entregue no final de novembro, durante a Assembleia Geral da BLTA.

(*) Crédito da foto: FirmBee/Pixabay

 

Comentários