Hotéis Rio e Amasco anunciam protesto para reabertura da Av. Niemeyer

Hotéis RioAvenida foi fechada no dia 28 de maio por riscos de deslizamentos

O Hotéis Rio (Sindicato dos Meios de Hospedagens do Município do Rio de Janeiro) e a Amasco (Associação de Moradores de São Conrado) divulgaram em nota que nesta quarta-feira, dia 15, às 8h, irão promover um café da manhã na área externa do Hotel Nacional para marcar publicamente o pedido de reabertura da Avenida Niemeyer, interditada pelo Ministério Público desde 28 de maio, quando houve problemas com enchentes.

Segundo Hotéis Rio, a movimentação dos hotéis da região caiu cerca de 80% desde o fechamento da avenida. Dados do COR (Centro de Operações da Prefeitura do Rio) apontam que por dia,  circulavam em média 36 mil veículos pela via.

Hotéis Rio e a região

O comércio também sentiu os efeitos da ação, havendo impacto na distribuição de mercadorias para Barra da Tijuca e adjacências, encarecendo os produtos, uma vez que o fechamento da via obriga o acesso com pedágio via linha amarela, segundo a Acir (Associação Comercial do Recreio).

Outro fator que preocupa os manifestantes é o trânsito da região, que para quem atravessa da Barra da Tijuca para a Zona Sul do Rio de Janeiro, sofreu acréscimo de ao menos 40 minutos, segundo a associação de moradores. A volta às aulas também preocupa a associação, visto que a via é fundamental para ligar a Zona Sul à Barra.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Amasco

 

Comentários