Hotéis Rio prevê perda superior a R$ 130 milhões na hotelaria em abril

Hotéis RioCerca de 60 hotéis paralisaram suas operações na capital fluminense

Na luta entre paralisar ou não as operações, os hotéis no Rio de Janeiro dividem-se na escolha entre fechar as portas ou não. Em escala nacional,  só em março a perda do setor turístico chegou à R$ 11,96 bilhões. Para a região, o Hotéis Rio estima perda de R$ 130 milhões no setor hoteleiro.

Enquanto alguns resistem ao fechamento, empreendimentos localizados no coração das praias cariocas, como o Laghetto Stilo Barra Rio e LSH Lifestyle Hotel, deixam de operar, retratando o atual cenário da crise. Com menos de 5% em ocupação nos quartos, ao todo já são 60 hotéis que optaram por paralisar operações durante o período. E as consequências já caem diretamente sobre o trabalhador, uma vez que cerca de cinco mil empregos estão ameaçados, com estimativa de 20% de demissão dos funcionários.

Hotéis Rio: ações

A instituição auxilia os departamentos hoteleiros, atuantando em diversas esferas  comerciais, contábeis, civil, trabalhista, governamentais e políticas. Alfredo Lopes, presidente do Hotéis Rio, entende que o momento é de trabalho em conjunto: “O sindicato está e sempre se fará presente para ajudar, orientar e defender a indústria hoteleira e os hotéis associados. Juntos, descobrimos que somos muito mais fortes e, hoje, há a oportunidade de colhermos os frutos desta união, que sempre foi cultivada ao longo de anos e cada vez mais se mostra firme e consolidada”.

Quanto ao retorno das operações, até o momento, a estimativa é que em junho, 47% da hotelaria já inicie o processo de reabertura, segundo a FOHB (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil). Durante o pico de crise, diversas empresas se mobilizam para reduzir os impactos no setor, oferecendo cursos e consultorias gratuitas aos empresários. Enquanto o governo busca ações para também reduzir os danos, a exemplo da MP aprovada recentemente, que permite que reservas de hotéis não sejam reembolsadas.

(*) Crédito da foto: LhcCoutinho/Pixabay

 

Comentários