Hotel Casa do Amarelindo: bem no coração do Pelourinho (BA)

Fachada da Casa do Amarelindo, que fica em uma das estreitas ruas do Pelourinho (fotos: Délia Coutinho e Cristiano Macchi)
É certo que a hotelaria de charme despontou nos últimos cinco anos em Salvador. Hoje, os hóspedes que não abrem mão de exclusividades e mimos típicos de hotéis pequenos e primorosamente decorados, não podem se queixar das opções oferecidas na cidade.
E quem será que está por trás desses empreendimentos, que muitas vezes tem os proprietários na linha de frente da administração? Além de algumas redes europeias que investiram no segmento, há uma leva de pequenos empresários, estrangeiros ou vindos de outros estados, muitas vezes pessoas que decidiram investir pela primeira vez na hotelaria, deixando de lado sua antiga profissão, e, com certeza, todos verdadeiros apaixonados pela Bahia e sua ginga. É o caso de Didier Ounnas e Giles Barral, dois engenheiros franceses que investiram num sonho: possuir um hotel numa cidade de clima tropical.
Após quatro anos de pesquisas e procura pelo local ideal, enfim o sonho se materializou no Hotel Casa do Amarelindo, localizado num dos principais pontos turísticos do mundo, o Pelourinho, no centro histórico de Salvador.
Por Délia Coutinho*
 Essa é a vista do fundo do casarão, onde podemos ver a piscina e varandas dos quartos...
...e acima o mesmo local na época que foi adquirido pelos atuais proprietários. O projeto de reforma e decoração foi conduzido pela arquiteta baiana Márcia Meccia
Esta é a recepção com muitos livros sobre a cultura baiana...
 ...e na parede duas obras legítimas do artista plástico Carybé, adquiridas na Europa pelos donos do hotel
  
 Este sofá fica sob uma parede decorada com azulejos portugueses
Tudo começou em 2000, quando os dois se estabeleceram no Brasil para trabalhar em São Paulo. Desde essa época percorreram localidades no litoral fluminense e na Bahia com o objetivo de abrir um hotel.A escolha pelo Pelourinho se deu pela vocação turística, raízes africanas e atmosfera singular. Em 2004 conseguiram o ponto que consideravam ideal - um casarão do século XIX, bem no coração do Pelô. Mas o projeto estava apenas começando. Foram 18 meses de reforma, seguindo uma série de prerrogativas exigidas pelo Ipac (Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural). Entre as exigências, a cor original da fachada deveria ser mantida, o amarelo. Daí veio a escolha do nome, Casa do Amarelindo. Pouco antes do Carnaval de 2007 as portas estavam abertas para receber os primeiros hóspedes.
 Este é o bar que fica no mesmo pavimento que a recepção e o restaurante. É o espaço ideal para degustar um drinque assistindo a um vídeo na TV
Neste outro ângulo do mesmo espaço vê-se a escada em espiral que dá acesso aos quartos e terraço. O hotel também possui um pequeno elevador, garantindo a acessibilidade
Todos os hóspedes ganham welcome drinks de caipirinha. Estas são de morango e banana com canela
Decoração Não que a fachada amarela do hotel não chame a atenção. Mas quem passa pela frente dela não faz ideia do que encontrará lá dentro e, principalmente, da maravilhosa vista para a Baía de Todos os Santos aos fundos do casarão. A decoração reúne elementos típicos da Bahia, como os Orixás do Candomblé e gradis que remetem à cidade histórica de Cachoeira. Quadros originais do artista plástico Carybé são as estrelas da recepção.
 Este é o bar do terraço com mesas e espreguiçadeiras
 
De lá é possível tomar o café da manhã apreciando a bela vista litorânea da Baía de Todos os Santos
 A mesma vista é obtida da piscina, um pavimento abaixo
  
Outro ângulo da piscina que teve a vista favorecida pelos parapeitos de vidro
Se quiser consumir algo na piscina, não hesite em badalar o sino
 Uma sala com aparelhos de ginástica e TV não deixa na mão aqueles quem não dispensam o momento de se exercitar
Os gradis que decoram esta porta remetem ao Recôncavo baiano e ao período colonial
Orixás estão em mesas...
  ...e também nas paredes
Público Gilles e Didier afirmam que o público é essencialmente estrangeiro, 95%, sendo a maioria europeu. “A maior parcela dos nossos hóspedes vem para cá por terem algum interesse específico no Pelourinho e pelo desejo de vivenciar a experiência de ficar aqui”, diz Gilles. Apesar da intranquilidade quanto à segurança que paira sobre o Pelourinho, o local ainda é o principal reduto das manifestações culturais baianas dentro de Salvador. Não é à toa que o Hotel Casa do Amarelindo se tornou um dos mais bem cotados meios de hospedagem do site Trip Advisor, destacando-se como o mais recomendado hotel do Pelourinho, e um dos melhores de Salvador e mesmo do Brasil. “Os primeiros hóspedes que recebemos chegaram até nós por meio de indicação via Trip Advisor e nós ainda nem conhecíamos o portal”, salienta Gilles.
Atendimento A administração do hotel e o contato com os hóspedes é feito tête-à-tête pelos proprietários. Sempre um dos dois está lá recebendo os que chegam e fazendo as honras da casa. Ninguém chega à Casa do Amarelindo, por exemplo, sem ter uma breve explicação sobre a caipirinha, bebida típica da terra, e quase que cultuada no hotel. Todos ganham um welcome drink que dá direito a uma caipirinha free. A dica é experimentar um dos sabores exóticos, como o de banana com canela.
Habitações A estrutura conta com 10 UHs, um restaurante, um bar no térreo e outro no terraço e uma piscina. Um pequeno elevador e escadas ligam os cinco pavimentos. Os apartamentos dividem-se em categoria Luxo, Standard e Superior. Nos seis quartos Luxo o diferencial fica por conta da cama com 2,60m de largura. Diga-se de passagem, foi a maior cama que a reportagem do Hôtelier News já viu em Salvador. Estes quartos, cuja diária média na alta temporada é de R$ 575, também têm vista privilegiada para o mar e contam com uma banheira de hidromassagem no banheiro.

Todos os apartamentos têm acesso à internet wi-fi gratuito e serviço de room service oferecido até às 22h30. Não há canais a cabo, mas em compensação o hotel tem um acervo de títulos à disposição e há aparelhos de DVD em todas as habitações.

 Ao chegar ao quarto, boas-vindas com sabor de frutas tropicais
 
 Esta é a UH Luxo com sua cama de 2 metros e 20 cm
 Outra UH da mesma categoria que tem decoração similar
 Nas paredes acima dos leitos, gradis e orixás, os dois marcos da decoração do hotel
 No banheiro, o destaque fica por conta da hidro individual...
...e da pia com duas cubas
Esta garrafa de cortesia traz o aviso importante de que a água das torneiras do hotel é duplamente filtrada, própria para o consumo
  Fitinhas do Senhor do Bonfim (souvenir mais típico de Salvador) amarram as toalhas
 Este móvel em frente à cama acomoda TV, aparelho de DVD, minibar e cofre digital
 Os amenities são da marca Aromaterapia
Gastronomia Aberto ao público em geral, o restaurante Pelô Bistrô surpreende com uma gastronomia contemporânea original com pitadas de ingredientes da terra. O cardápio é criado por Didier, que não se intitula chef do restaurante, mas é quem está a frente desta área.Entre os pratos fortes da casa estão o Medalhão de filé mignon recheado com bacon e mostarda em grão ao molho de açaí e o Salteado de camarões com capim-santo e arroz de abacaxi. Como entradas ou tira-gostos há boas pedidas como caviar de berinjela e bijus com vatapá.
 Na rua, em frente ao hotel, a estátua da baiana sinaliza o restaurante
  O Pelô Bistrô conta com essa área interna onde está a adega de madeira climatizada...
 ...e estas mesas em área externa...
 ...de frente para este jardim com árvores altas
 Dois frascos com pimentas decoram as mesas
 Não existe serviço de buffet. O café é servido na mesa no local que o cliente preferir, de acordo com as condições climáticas
  
 Invenções gastronômicas de Didier: caviar de beringela, beiju com vatapá e torradas com banana e gorgonzola
Esta é uma das especialidades da cozinha: filé que combina açaí, bacon e mostarda
 Do terraço é possível avistar várias igrejas famosas de Salvador, como Conceição da Praia e São Francisco, além dos casarios do Centro Histórico
 Durante a noite a beleza da igreja iluminada
Saindo do hotel, esta é a visão do local que atrai tantos turistas o ano inteiro para a Bahia
Serviço
Hotel Casa do Amarelindo
Rua das Portas do carmo, nº 6 - Pelourinho
Salvador, Bahia
71 3266-8550 / 3321-5938
*A reportagem do Hôtelier News se hospedou Casa do Amarelindo a convite do hotel.

Comentários