Hotel Nacional é reaberto em busca de retomada

Hotel Nacional é reaberto em busca de retomadaLobby tem extensão de 3 mil m²

Uma cerimônia realizada hoje (24) à noite marcou a reabertura do Hotel Nacional, no Rio de Janeiro. Sob nova gestão, o tradicional empreendimento busca ser um indutor para a retomada da hotelaria carioca. A propriedade, inaugurada em 1972, pretende ser símbolo de um novo momento para a capital fluminense. As reservas já podem ser feitas e o hotel está fazendo uma venda por canais próprios e conta com a parceria do aplicativo Hotel Urbano.

Hotel Nacional é reaberto em busca de retomadaShows de artistas internacionais foram lembrados no evento

Fechado há pouco mais de um ano, o hotel agora passa a ser adminstrado pela WAM Hotéis e Resorts. Antes que fosse reativado, teve de passar por readequações de algumas instalações, casos dos equipamentos de ar condicionado, caldeiras e outros. A expectativa é que sejam investidos cerca de R$ 10 milhões até o fim do ano dentro desse processo. 

Alexandre Zobaran, diretor da WAM Hotéis e Resorts, disse ao Hotelier News, que o hotel pretende voltar a ser relevante na cena turística carioca. Lembra que, em 2020, a cidade sedia o Congresso Mundial de Arquitetura e diz que é importante o Rio ter o empreendimento de volta a tempo desse evento. "O Hotel Nacional foi projetado por Oscar Niemeyer. Temos de reconhecer a importância artística deste lugar", comenta. Relembra que um dos objetivos é resgatar a alma carioca, como já havia dito durante a Abav Expo, no mês passado.

Hotel Nacional é reaberto em busca de retomadaSócios do empreendimento celebram reabertura 

Hotel Nacional: foco em cliente família

Marcos Freitas, sócio da WAM, comentou que o foco do Hotel Nacional será o público familiar. Tanto é que a diária deve variar de R$ 450 a R$ 800. Antes de fechar, o hotel ofertava tarifas de até R$ 2 mil. Para ele, esse foi um dos motivos pelos quais o empreendimento não conseguiu se manter.

"Buscamos um equipamento com padrão Zona Sul, mas com preços de Barra da Tijuca", comentou. Ele disse que, desde a soft opening, durante o Rock in Rio, a demanda vem aumentando. Citou que, na ocasião, todos os 300 quartos disponibilizados foram ocupados. Espera que para novembro, a taxa de ocupação chegue a 40% e, para a virada do ano, atingir algo acima de 60% de ocupação. 

(*) Crédito das fotos: Matheus Gagliano/Hotelier News

Comentários