Hotel Novo Mundo (RJ) fechará as portas na quarta-feira (20)

Novo Mundo é o 17º hotel carioca a fechar depois da Olimpíada

Ícone do Rio Antigo e um dos hotéis mais tradicionais da cidade, o Hotel Novo Mundo vai encerrar suas operações na quarta-feira (20). Segundo informações do jornal O Globo, o hotel foi vendido pela família Cosac para o pagamento de dívidas. O Novo Mundo, com 69 anos de história, seria o décimo-sétimo empreendimento carioca a fechar depois da Olimpíada de 2016. 

Em entrevista à Band FM, José Domingos, presidente-executivo do SindHotéis-RJ (Sindicato dos Hotéis do Rio, admitiu uma decadência na rede hoteleira carioca desde 2017. Segundo ele, apesar da cidade estar com 80% de ocupação, as tarifas se mantêm nos mesmos patamares de cinco anos atrás. O problema é que os custos aumentaram no período, dificultando a vida dos hotéis.

Antes de declarar o fechamento, o Novo Mundo vinha ofertando diárias entre R$ 200 e R$ 500. Valores considerados baixos para um quatro-estrelas localizado em frente ao mar. Bem localizado, próximo ao Centro, o empreendimento fica na esquina da Praia do Flamengo com a rua Silveira Martins. 

Na mesma matéria do O Globo, Alfredo Lopes, presidente da ABIH-RJ (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio), informou que o prédio deve virar um residencial para locação. À Agência Brasil, Lopes culpou a falta promoção do destino Rio após as Olimpíadas.

“A verdade é que, a partir das Olimpíadas, quando nós quase dobramos a oferta, era de se esperar que houvesse a contrapartida dos governos no sentido de fazer promoções e campanhas para divulgar a cidade, mas nada disso aconteceu. Você dobrou a oferta, sem gerar demanda para isso”, disse o presidente da entidade. Procurado pela reportagem do Hotelier News, Lopes não se manifestou.

Em julho do ano passado, outro ícone da hotelaria carioca fechou as portas. Localizado no bairro que o batiza, o Ipanema Plaza, também sucumbiu ao momento difícil, embora haja especulações sobre brigas entre os sócios.

Os 120 funcionários do Novo Mundo foram informados do encerramento no último dia 3. A direção já comunicou o pagamento de rescisão. 

Hotel Novo Mundo: história

hotel novo mundo anos 60Fachada do hotel na década de 1960, que hospedava Pelé

O Hotel Novo Mundo foi construído em 1950 para receber delegações da Copa do Mundo. O edifício, com traços em art decó, já viu diversas celebridades, personalidades internacionais, artistas e políticos passarem por seus 12 andares e 230 quartos. 

Pelé, por exemplo, comemorou o título mundial de 1958 no hall do Novo Mundo, com a taça Jules Rimet na mão. Quando fez seu milésimo gol no Maracanã, em 1969, o ícone do futebol brasileiro estava hospedado ali. Por isso, o atleta presenteou o Novo Mundo com placa comemorativa, ainda hoje exposta na recepção.

O edifício possui localização estratégica não só por proporcionar vista privilegiada para os cartões-postais cariocas. Construído pelos imigrantes espanhóis Gumercindo José e Vitor Fernandes a pedido do presidente Eurico Gaspar Dutra, fica ao lado do antigo Palácio do Catete, sede do Governo Federal na época.

Assim, políticos como Getúlio Vargas, Tancredo Neves, Brizola e Lula também puseram os pés nas dependências do Novo Mundo. 

Apesar do seu futuro incerto, as lembranças dos tempos dourados do Rio Antigo continuarão no par de leões de bronze que ornam a entrada do hotel. As esculturas, uma presente de uma entidade francesa e outra encomendada, são de autoria do artista Henri M. Alfred Jacquemart. Parte da fachada desde a década de 1960, os animais são tombados e devem continuar contando a história do hotel carioca. 

hotel novo mundo brizolaEm 1989, Brizola foi ao hotel encontrar Lula, então candidato à presidência

(*) Crédito da capa: Divulgação/Hotel Novo Mundo

(**) Crédito das fotos: Agência O Globo

Comentários