Hotelaria paulista faturou mais de R$ 7 bilhões com diárias em 2018, diz ABIH

hoteleria paulista - bruno omoriOmori classifica novo cenário político como ponto positivo para 2019

A hotelaria paulista faturou R$ 7,45 bilhões em diárias vendidas ao longo de 2018. O número foi mensurado por um balanço da ABIH-SP (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de São Paulo) que ainda aproveitou o ensejo para fazer projeções sobre a atual temporada. 

Segundo apuração da ABIH-SP, além do índice relativo às diárias, os ganhos com Alimentos e Bebidas também foram consideráveis: R$ 1,53 bilhões de faturamento. 

"Projetamos que em 2019 teremos um crescimento de 3% a 5% na taxa de ocupação hoteleira  e de 5% a 9% de aumento na demanda no turismo de eventos, corporativo e lazer, se compararmos com o ano passado", comenta Bruno Omori, presidente da organização. 

De acordo com o dirigente, a média de ocupação nos hotéis do estado foi de 54% – maior índice desde 58% obtidos em 2014.

Cenário político e a hotelaria paulista

O presidente da ABIH-SP ainda aponta o cenário político atual, montado com os novos mandatos iniciados em janeiro, como fator positivo para o segmento. O executivo cita a escolha de Vinicius Lummertz, ex-ministro do Turismo, para a secretaria de Turismo paulista como um bom sinal para o estado.

"O governador João Doria (PSDB) foi preciso e estratégico ao trazer o ex-ministro Lummertz para a pasta do Turismo. Além de ser experiente, ele tem uma visão política diferenciada e excelente relação com todo o trade. Certamente, isso contribuirá para obtermos uma consolidação do Turismo na economia paulista", enfatiza Omori.

(*) Crédito da foto: Divulgação/ABIH-SP

Comentários