HSMAI revela resultado de pesquisa "Como pensam os Travel Managers e seus planos para 2018"

Durante a 1ª HSMAI Travel & Mice Managers Conference, que aconteceu no 2º semestre de 2017 em Belo Horizonte, foram feitas perguntas interativas para os 140 profissionais presentes.

O resultado mostra que, após três anos, os executivos de gestão de viagens e eventos das corporações preveem a interrupção de queda em seus orçamentos. Dos que responderam as questões, 47,5% preveem estabilidade em comparação com 2017, e 42,6% aumento ou recuperação dos níveis anteriores de gastos - boa notícia para os fornecedores da indústria. Apenas 9,8% acreditam na diminuição.

A segunda pergunta, "Qual porcentagem do seu tempo é dedicada para a Gestão de Viagens Corporativas?", demonstrou que os gestores estão em franca fase de preparação e aquisição de conhecimentos, o que consequentemente leva a maior dedicação de tempo por parte deles e investimento das grandes e médias empresas em gestão estratégica de viagens e eventos corporativos. Dos presentes, 42,7% respondeu dedicação integral; 16,0% ficou entre 75% e 100% do tempo; 17,3% respondeu entre 50% e 75% do tempo; e 24% optou por menos de 50% do tempo.

Na terceira pergunta, "Qual área do programa considera a mais desafiadora?", o fornecedor intermediário apareceu como mais difícil de gerir, provavelmente por centralizar o conteúdo de todos os fornecedores finais. Por conta disso, a HSMai Brasil preparou para 2018 um calendário de eventos e cursos para hoteleiros com foco nos negócios, interação com gestores e também para TMC´s e Travel Managers definirem estratégias comerciais, precificação e distribuição. Acompanhe a programação clicando aqui.

* Crédito da foto: Pixabay/geralt

Comentários