Encontro Comercial Fohb: "País precisa fazer reformas para podermos avançar", diz economista

Ricardo Meirelles de Faria, doutor em Economia da Fundação Getúlio Vargas, foi o primeiro palestrante e serviu de base para uma análise da situação econômica do Brasil e do futuro a médio prazo.

Dentre todas estatísticas é índices apresentados pelo especilaista, como Taxa de Juros, PIB, Selic etc, o que mais apontou um norte nas falas do executivo da FGV são as ações necessárias para que o cenário num médio prazo possa ser positivo.

“Precisamos tomar ações que façam o futuro, ele depende do que fizermos no presente. Mas, dois fatores são extremamente importantes para o avanço econômico: as reformas tributárias e previdenciárias. Sem elas, o caminho será muito difícil para as gerações futuras”, disse Meirelles.

O executivo traçou as perspectivas e apontou previsões de crescimento do PIB, que deve se posicionar entre 1% e 3,5% até 2023, dependendo das medidas que forem tomadas pelas esferas governamentais.

* Crédito da foto na capa: Peter Kutuchian

Comentários