Expedia Partner 2015: Confira como foram os trabalhos da manhã do segundo dia do evento

De Las Vegas, EUA*

A segunda etapa da Expedia Partner Conference 2015, evento que começou ontem (9) no Hotel Bellagio, em Las Vegas, tratou de assuntos mais técnicos, específicos para os hoteleiros associados da Expedia e que incluíram sugestões feitas por diversos executivos da companhia para que os objetivos dos associados sejam alcançados com mais eficiência.

Cyril Ranque

Os trabalhos do segundo e último dia do encontro começaram com uma palestra de Cyril Ranque, presidente da área de Serviços de Hospedagem aos Parceiros, que discorreu brevemente sobre sua trajetória profissional. “As últimas quatro companhias que trabalhei antes de vir para a Expedia foram a LVMH, onde obtive o conhecimento da força global de uma marca, depois fui para a Morgan Stanley, onde descobri a importância dos dados. Na Accenture percebi a força da transformação por meio da tecnologia, e na Louvre Hotels conheci a arte da hospitalidade e a própria hotelaria”, explicou o executivo.

“Toda essa bagagem foi super valiosa para entrar na Expedia, pois aqui trabalhamos com todos esses conceitos. Posso afirmar que somos uma companhia focada principalmente em utilizar todas essas instâncias para prover a todos os nossos associados maneiras de conseguirem obter os melhores resultados para seus negócios”, completou Ranque.

Ele salientou que a Expedia trabalha com o foco em não ser a maior empresa, mas sim ajudar seus associados a terem sucesso em todos os canais da companhia. “Aumentamos os nossos gerentes de Mercado em mais de 50% em 40 países, para poder atender da melhor forma todos os nossos associados”, finalizou.


Marco Tagliatti

Marco Tagliatti, vice-presidente de Lodging Supply para a América Latina da Expedia, apresentou alguns índices como da demanda por hospedagem no Brasil, que teve um incremento de 62% neste ano. “De todas as reservas feitas em nossos canais uma em cada sete são para o continente americano; já a permanência média é de 1,7 dias e 65% das solicitações são feitas com 23 dias de antecedência”, relatou.

Um dado interessante informado por Tagliatti é o aumento das reservas de pacotes: “no Canadá e Estados Unidos, a venda de pacotes cresceu quase duas vezes e no México, o índice é o dobro disso. Quem opta pelos pacotes cancela 50% a menos”, informou.

A utilização de aparelhos portáteis para a realização das reservas subiu de 25%, em 2014, para 33% neste ano, sendo que 65% dos usuários fazem a reserva com sete dias de antecedência.

Hari Nair

Na sequencia, Hari Nair, vice-presidente da Orbitz, explicou sobre o funcionamento do portal adquirido pela Expedia neste ano. “A Orbitz é uma das melhores companhias do turismo para se trabalhar, tendo ganho várias menções a respeito nos últimos anos. Seus usuários são pessoas que gostam de viajar e 1/3 das reservas são feitas em hotéis de 4 e 5 estrelas e 30% delas são para habitações de custo maior”, disse.

Antes do coffee break, quatro hoteleiros subiram ao palco para uma rápida explanação sobre a experiência em serem associados Expedia. Todos foram unânimes na força da companhia na segmentação internacional e no crescimento da diária média. Alguns deram dicas em como trabalhar de forma para garantir os resultados como checar o conteúdo do constantemente e trabalhar a baixa temporada.

Enrique Calderon, vice-presidente de Operações da mexicana Posadas, disse que a Expedia permite criar um calendário para as vendas onde se pode abrir e fechar a gôndola. “Isso nos deu a oportunidade em sermos flexíveis, fazendo crescer nossa ocupação e diária média”, comentou.

Após o intervalo, Arthur Chapin, vice-presidente de Produtos Globais, comentou sobre a necessidade constante na criação de novas ideias para atender os clientes. “Fazemos pesquisas primárias, nos colocamos no lugar dos clientes, fazemos visitas a vários sites, muitos telefonemas, entrevistas para depois iniciar o desenvolvimento”, explicou. 

Ele comentou sobre a frustração dos hoteleiros em não poderem responder aos reviews antes dos hóspedes fazerem o check-out, para poderem prevenir um comentário ruim. “Criamos o Instant Feedback e já temos mais de 4 milhões de reviews”, finalizou Chapin.


Arthur Chapin e Benoit Jolin

Finalizando a manhã, Benoit Jolin, também vice-presidente de Produtos Globais, disse que existem 5,8 mil hoteleiros que fazem parte do time de colaboradores para a troca de ideias e sugestões, avaliações e criação de novas ferramentas. “Nossos produtos têm que ir até eles e não o contrário”, salientou.

Depois, foram feitas algumas apresentações das ferramentas como o Expedia Partner Central, Travel Insights EPC Activity Feed, Instant Review, Expedia Content Score e o Message Center, muito práticos e utilizáveis por celulares. 

Serviço
expediapartnerconference.com

* A reportagem do Hôtelier News viaja aos Estados Unidos a convite da Expedia.

Comentários