HSMAI ROC 2016: Como hotéis de sucesso retêm talentos em RM?

 
Eveto foi finalizado com sete apresentações dinâmicas e criativas sobre Revenue Mmanagement
(fotos: Gabriela Otto) 

O sexto painel do HSMAI ROC 2016 contou com a moderação de Janelle Cornett, diretora Regional de RM da TPG Hospitality, e dos participantes: Tyler Williams, VP de Revenue Strategy da Destination Hotels; Kerry Mack, EVP de Revenue & Distribution da Highgate Hotels e Calvin Anderson, VP de Managed Services da Duetto e Professor da NYU School of Professional Studies. 

Durante a apresentação, Janelle salientou que o Revenue Mmanagement  não se resume a uma pessoa do departamento de reservas dotada de alguma visão analítica. Hoje, é um setor mais sofisticado, dinâmico e influenciador. Talento em RM inclui conhecimento tecnológico e liderança consolidada, além disso, é preciso conhecer sobre Revenue Management, Vendas e Marketing. 

"O grande desafio dos líderes é transformar profissionais analíticos, que adoram tecnologia e não gostam de conversar com pessoas em um líder" apontou.

De acordo com a profissional, os líderes dos RMs atuais devem se perguntar: “Como eu devo ajudá-lo a se desenvolver?” E os gestores hoteleiros precisam entender também que Revenue Management é muito mais que números, e a empresa precisa abraçar essa recente cultura. 

Os participantes deram como dica para desenvolver novos talentos investir em treinamentos fora da empresa. Se for de uma rede, fazer cross training que tenham as competências desejadas. E apostar em experiência, ou seja, esperar pelo menos dois anos para colocar o funcionário em uma posição de liderança.

Consenso entre os RMs é a necessidade de acabar com os estereótipos, como vendas é só relacionamento, e RM é só análise de dados. E, principalmente, é preciso acabar com a desigualdade de salários, pois apontaram que os RMs ainda ganham mal. 

Para concluir o painel, foram definidas algumas tendências para os próximos 5 anos, como: Os hotéis vão pagar mais por RMs competentes. Os RMs terão cada vez mais influência nas decisões de negócios. Os RMs vão ganhar o palco nas empresas, não só para análises e recomendações, mas também dizer o que pensam, no que acreditam, e serão ouvidos.

Como todos os anos, o evento terminou com sete apresentações, cada uma com 20 slides. Cada palestrante teve um minuto para apresentar cada slide com dinamismo e criatividade.

Serviço
www.hsmairoc.org

Comentários