Iberostar Bahia: um gigante espanhol em terras brasileiras

A equipe do Hôtelier News foi até a Praia do Forte e conheceu o Iberostar Bahia, oficialmente inaugurado em junho de 2006 pela espanhola Iberostar e predestinado a ser o maior hotel do país quando ficar completamente pronto. Em dois dias de sol foi possível conhecer as instalações abertas até o momento - o final do projeto está previsto para 2009. Acompanhe, agora, um relato do que aconteceu e foi visto por lá.


A fachada do Iberostar Praia do Forte colorida e alegre
(fotos: Peter Kutuchian)

Por Karina Miotto*

Dizem que a primeira impressão é a que fica. Ao chegarmos no Iberostar Praia do Forte durante a madrugada, fomos recebidos com gentileza e amabilidade pelos colaboradores. Duas enormes estátuas com cerca de 4 metros de altura simbolizando Iemanjá e Oxum sinalizavam a presença na Bahia, terra da energia, magia, alegria e da religiosidade afro-brasileira.

O tamanho do empreendimento impressionou nossa equipe. Dá pra morar lá sossegado, pois há muito o que fazer. O lobby, com o pé direito imponente, é outro cartão de visitas - este é o segundo contato que o hóspede tem com o resort depois de receber a bênção da recepção dos orixás. 


O lobby nos recebe com estátuas...

 
...de Iemanjá e Oxum. Já dá para sentir, logo de cara,
a força da Bahia


Recepção utiliza azulejos portugueses originais


Lobby grande e bonito

 
Essas ainda são imagens do lobby... 


...bom ponto de encontro

 
Um pouco do que vemos do lado de fora


Mais lobby, mais vista


Espaço entre uma ala e outra: decoração em cores alegres

Inaugurado oficialmente em junho, o primeiro dos três hotéis do complexo tem 406 apartamentos e faz parte do Iberostar Praia do Forte Golf & Spa Resort e Villas, a 60 Km do Aeroporto Internacional de Salvador. O resort terá cerca de 1,6 mil habitações até 2011, com projeto que totaliza investimentos na ordem de US$ 250 milhões. Quem chega lá agora não vê, portanto, a obra completa, mas consegue ter uma idéia de seu tamanho e do que se tornará.


Um dos blocos: pintura e jardim impecáveis

 
Decoração diferenciada: esses espaços estão entre um bloco e outro


Artesanato brasileiro para mostrar um pouco mais da
cultura do país

 
Lojas para compras fazem parte das atrações do resort


Entre os ambientes, uma fonte...

 
...e mais cores vibrantes, seguidas de outra fonte em...

 
...formato de relógio


Surpresa: um jardim homenageia a bandeira do Brasil

Os quartos reservados para o Hôtelier News chamaram a atenção pela beleza das cores escolhidas na decoração alegres e vibrantes. Os apartamentos, todos com TV de tela plana, ar-condicionado e frigobar, variam de de 40 m² a 162 m². 

Em um dos quartos da equipe havia duas camas, o sofá ao lado de um abajur, a varanda com vista parcial para o mar. Tudo fazia parte de um mesmo conjunto, harmônico. Apesar do conforto dos quartos, não dá para ficar muito tempo dentro deles – a beleza das paisagens exteriores e a curiosidade em conhecê-las é maior do que a vontade de deitar na cama para uma rápida soneca. Tem hora para tudo...


Quartos coloridos, grandes...


...alegres, tranquilos...


...com muito conforto e...


...vista para o mar

 
À esquerda, detalhe da toalha dobrada em forma de cisne.
À direita, banheiro...

  
...amenities, xampus, torneira

A área escolhida para a construção do resort tem 213 hectares ou mais de 2 milhões de metros quadrados e mesmo que o projeto final esteja previsto para 2009, é possível se divertir nas piscinas, nas duas quadras de tênis, na poliesportiva, na quadra de futvôlei e futebol de areia, no fitness center, na discoteca, na sala de jogos, na biblioteca, no anfiteatro itapuã - com programação diária e capacidade para 600 pessoas -, com shows que acontecem em um dos salões e na própria praia.


Essa é a ala dos colaboradores. Quem não sabe o que é,
acha que é um outro hotel


Salão para apresentações durante a noite

 
Sala de leitura e relaxamento

 
Mais leitura à esquerda e salão de jogos à direita


Jardim bem cuidado com muita área verde

 
Piscinas grandes complementam e harmonizam
com os empreendimentos coloridos


Cadeiras e serviço de praia para quem quer tomar sol com conforto

 
Se o hóspede não quiser ir ao mar, tem mais piscina...


...em azuis de diversas tonalidades

 
Bonito e
relaxante


Tem até hidromassagem

O sistema all inclusive, com funcionamento durante 24 horas, garante ao hóspede o conforto de uma estada isenta de preocupações com gastos adicionais. Fizemos um lanche às 3 da manhã, assim que chegamos.

 
Cereais e frutas fazem parte do cardápio do café da manhã...

 
...que conta ainda com waffles e sucos


Área de um dos restaurantes, aberta e fresquinha


Imagens de orixás estão por toda parte e deixam o
ambiente com o astral da Bahia

 
Bar ideal para tomar alguns drinks

As opções gastronômicas se resumem a cinco restaurantes. No Meu Rei, o hóspede encontra o famoso self service - e, novamente, algumas estátuas de orixás, decoração realmente muito bem pensada e interessante. No Sakura, o menu é oriental. No Mare Nostrum, a comida mediterrânea é disputada, com direito a filas na porta e reservas antecipadas especialmente no jantar. E, por fim, os restaurantes Coqueiro e La Palma. No primeiro, tem rodízio durante o dia e churrascaria à noite.  No segundo, snacks e lanches rápidos pertinho da piscina.


Linda imagem de Oxum... inspira qualquer um


Inspiração é o que também não falta durante a noite
 
  
Opções de restaurantes e bares não faltam...

 
...tem para todos os gostos...

 
...incluindo restaurante japonês

Projeto Tamar
Um passeio pela Praia do Forte pede uma parada na base do Projeto Tamar. Como trata-se de uma região com desovas de tartarugas marinhas, quem não conseguir ir até o posto principal pode ficar na região do resort: a ong ganhou uma base dentro do complexo. Além de monitorar os animais e protegê-los, os biólogos responsáveis ainda estão à disposição dos turistas para repassar informações sobre os bichos, colocando, na prática, o termo "educação ambiental".


Caminho pela praia, em direção ao posto do Projeto Tamar

Diversos painéis em português e em inglês preparados pela ong explicam a origem pré-histórica das tartarugas marinhas. Também falam da importância da conservação. Os mais curiosos podem, inclusive, entrar no posto e observar de perto exemplares das espécies que desovam na Praia do Forte. Algumas delas só aparecem no local, ou seja, não podem ser encontradas em outras partes do planeta.

Das sete espécies existentes no mundo, cinco estão no Brasil. Destas, quatro desovam justamente na área do resort. Entendeu a importância da educação ambiental? Uma passada lá só traz benefícios. Bom para os turistas - crianças e adutos -, que aprenderão a gostar e a proteger os bichos; bom para o resort, que tem a oportunidade de apoiar uma ação tão importante como essa e, obviamente, bom para as tartarugas. Quanto mais informação e conscientização, mais proteção a esses bonitos animais pré-históricos.

Portanto, vale a pena dar uma caminhada de 20 minutos sob o delicioso sol da Bahia nesta região da Praia do Forte - não esqueça o protetor solar - e parar em um posto do Projeto Tamar.

Ações pela preservação do meio ambiente
Além da possibilidade de visitação à base do Projeto Tamar, o resort precisa ficar atento quanto às ações pela preservação do meio ambiente. Afinal, está situado em uma área de desovas de tartarugas marinhas e próximo a duas áreas de preservação permanente.


Vista do posto do Projeto Tamar 

Adriano Meyer, coordenador ambiental do complexo, explica que antes do início da construção do resort, 1,6 mil animais foram remanejados a uma espécie de corredor ecológico a fim de que não sofressem conseqüências mais graves por interferência em seus habitats. De acordo com ele, os animais continuam naquela região. "Um núcleo de conservação de restinga procura conservar a fauna e a flora do complexo", afirma.


Dentro da casinha, exemplares de tartarugas


Nesta foto, biólogos do projeto observam
uma tartaruga das grandes


Outdoor explicativo e tartaruga de plástico,
mas em tamanho natural

Hóspedes que se interessarem poderão pedir visitas monitoradas para conhecer melhor a vegetação e os animais que vivem nas proximidades do complexo. Outra ação que vale destacar: o lixo separado para reciclagem é doado a cooperativas das comunidades do entorno. Forma inteligente de preservar a natureza e ainda de ajudar as comunidades locais.

Entre as futuras ações do Iberostar Praia do Forte estão a implementação de energia solar e a criação de uma usina de compostagem para reutilização de detritos orgânicos. Estamos torcendo para dar tudo certo. Hotelaria consciente faz bem ao meio ambiente.

Inaugurações


Campo de golfe


Um de seus 18  buracos


Gramado bem feito...


...verdinho...


e terminado


Com uma linda vista para o mar


Sossego em olhar para este horizonte...


...tranqüilidade ao caminhar ao som do mar...


...e um coqueiral de arrasar

Antes mesmo do final de 2006, a Iberostar inaugurou mais 226 UHs, além de uma piscina com capacidade para 1 mil m³, um campo de golfe com 18 buracos, com design do americano P.B. Dye, e um drive range. Em janeiro deste ano, foi lançado o centro de convenções Castro Alves, com capacidade para 850 pessoas.


Centro de convenções bem equipado

Isso, claro, sem contar o segundo hotel do complexo, com mais 536 apartamentos e um spa, previstos para 2008. O terceiro ficará pronto em 2011 e terá 406 apartamentos, além de uma vila comercial, campo de golfe com mais nove buracos, condomínio com 208 casas, outro centro de convenções e espaço para entretenimento.

O projeto arquitetônico e a decoração foram feitos por profissionais da própria Iberostar. Bonito, muito bonito de ver.
 
Serviço
www.iberostar.com
 
* A equipe do Hôtelier News viajou para o Iberostar Bahia a convite do Grupo Iberostar Brasil

Comentários