II Fórum Nacional da Hotelaria: o impacto da positividade nas empresas

II forum nacional da hotelariaAldan falou sobre os benefícios de propagar a positividade no dia a dia

Saindo um pouco da temática hoteleira, o II Fórum Nacional da Hotelaria, aberto hoje (9), promoveu duas palestras destacando a importância de manter a qualidade de vida e como desenvolver os potenciais dos colaboradores. A primeira, Gestão de Pessoas, a ciência da felicidade, foi ministrada por Carlos Aldan, CEO do Grupo Kronberg Brasil. Na sequência, Daniel Spinelli, country manager da Signature Brasil e professor do Search Inside Yourself Leadership Institute desenvolveu o tema Gestão de Pessoas: Inteligência Emocional:  a competência-chave do profissional do futuro, como desenvolvê-la?

Citando o pai da psicologia positiva, Dr. Martin Seligman, o speaker explicou os benefícios da chamada ciência da felicidade e quais hábitos e ações podemos aplicar no dia a dia para promover a positividade. Segundo Aldan, pessoas mais felizes têm mais dinheiro, são mais saudáveis, mais resilientes, têm maior facilidade para encontrar um parceiro, superam dificuldades com maior facilidade, têm casamentos bem sucedidos e maior apoio social.

“A felicidade é associada a ampliar percepções, pois precisamos de um novo mindset. Pessoas mais felizes também vivem mais, de cinco a sete anos para os jovens e até 20 meses para pessoas mais velhas”, conta. O palestrante afirma que dentro da indústria de hospitalidade conceitos como consolidação, fragmentação, resiliência e poder de comunidade e indivíduo fazem parte de um cenário positivo. “Cerca de 50% da felicidade é biológica; 40% provém de ações intencionais e os 10% restantes dependem das circunstâncias”, explica.

Outro fator importante é buscar um propósito de vida e trazer essa intenção para o dia a dia. “Contar bênçãos, valorizar as coisas boas, ser grato, perdoar, ter atos de bondade e generosidade e viver pelo propósito são atos simples, mas investimentos que contribuem para promover a felicidade”, garante. Focar nos relacionamentos, estar perto dos amigos e da família também são benéficos. “Essas atividades devem ser feitas com qualidade, não quantidade”, complementa.

II forum nacional da hotelariaSpinelli falou sobre inteligência emocional e neuroplasticidade

II Fórum Nacional da Hotelaria: inteligência emocional

Na sequência, Spinelli falou sobre a importância de manter a inteligência emocional e promoveu práticas de mindfulness com os convidados. “ Ansiedade, depressão, estresse e grandes demandas de trabalho são comuns nos dias atuais. Práticas como mindfulness ajudam a praticar a ação plena e ter mais qualidade de vida”, explica. 

De acordo com o palestrante, autogestão, consciência social, autoconsciência e gestão de relacionamentos são alguns passos para aumentar a inteligência emocional. O palestrante também abordou o conceito de neuroplasticidade - que consiste em, por meio de padrões mentais - mudar a estrutura e funcionalidade do cérebro humano. “Podemos transformar o nosso cérebro a partir dos nossos pensamentos, do que estamos cultivando”, diz. 

No âmbito corporativo, Spinelli afirma que cultivar a empatia, procurar similaridades, ser curioso, generoso e não julgar são maneiras de praticar inteligência emocional no trabalho. “Não adianta apenas cobrar, é preciso conhecer. Se ficarmos apenas criticando vamos só perder energia”, complementa. 

(*) Crédito das fotos: Nayara Matteis/Hotelier News

Comentários