Inventário do turismo fluminense é lançado pela TurisRio

Inventário da Oferta Turística  - rio de janeiroMaterial foi lançado hoje (20)

A TurisRio (Companhia de Turismo do Estado do Rio de Janeiro) e a secretaria estadual do turismo lançaram hoje (20) o IOT (Inventário da Oferta Turística). O lançamento ocorreu no Palácio da Guanabara e o documento foi montado para ajudar no planejamento dos municípios e regiões do estado, bem como para nortear investimentos e ações de marketing direcionadas para o turismo. 

O desenvolvimento desse trabalho é um desdobramento Prodetur/RJ (Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo). Ele contempla 23 cidades das regiões turísticas prioritárias e foi coordenado pela UFF (Universidade Federal Fluminense). O material mapeou atrativos turísticos naturais, culturais, históricos, religiosos, infraestrutura, equipamentos e serviços do segmento.

Nilo Sergio Felix, secretário de Turismo do Rio de Janeiro, destaca que o estado nunca havia realizado um trabalho de inventariação tão amplo e completo. "O legado entregue hoje para o turismo merece ser continuado, seja mantendo a sua atualização, como, também, estendendo o trabalho aos demais municípios", afirma. "O estudo será um balizamento para diversos programas públicos e privados, em função do detalhamento minucioso da oferta turística. O Inventário colabora ainda para a gestão e para as estratégias promocionais dos municípios, contribuindo para o desenvolvimento regional do trade", completa.

O Secretário lembrou, ainda, que o IOT será importante para a formatação de novos produtos e a consolidação dos já existentes. Nos 23 municípios pesquisados foram registrados 5.285 equipamentos e serviços turísticos, 1.122 atrativos naturais e 2.020 culturais. Também foram reconhecidos 181 eventos programados no calendário dessas localidades. 

O Inventário será uma fonte de consulta para diagnosticar melhorias necessárias e apontar as potencialidades a serem trabalhadas.

Inventário do turismo: destinos participantes

O IOT contemplou os municípios de Angra dos Reis, Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Barra do Piraí, Cabo Frio, Cachoeira de Macacu, Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, Itatiaia, Mangaratiba, Niterói, Nova Friburgo, Paraty, Petrópolis, Resende, Rio Claro, Rio das Flores, Rio de Janeiro, São Pedro da Aldeia, Teresópolis, Valença e Vassouras.

O professor Carlos Lidízia, coordenador do IOT e do Núcleo de Projetos da Faculdade de Turismo e Hotelaria da UFF, apresentou o conteúdo técnico. Participaram ainda da pesquisa mais 15 docentes e 175 pesquisadores.

(*) Crédito da foto: Kerttu/Pixabay

Comentários