JW Marriott: "Um oásis de luxo despretensioso no Rio"

 
JW Marriott Rio de Janeiro: a fachada diferente é reconhecida de longe (fotos: Chris Kokubo)
Els Ongering tinha 18 anos quando veio pela primeira vez ao Brasil. Nascida em Groningen, ao norte da Holanda, ela chegou para ficar, ao todo, 50 dias em São Paulo. Seu único pedido foi: “quero conhecer o Rio de Janeiro”. Nós a levamos a Curitiba, Bertioga, São Sebastião, Foz do Iguaçu, Balneário Camboriú e até mesmo a Holambra, conhecer um pouco do que seus conterrâneos haviam feito no interior paulista, mas não adiantava. Ela queria porque queria ir ao Rio e não voltaria satisfeita para a Europa se não visse o Cristo Redentor.
O mesmo aconteceu com Mayumi, japonesa, Marcela, mexicana, David, australiano, Lee, taiwanês, Lorena, Patricia, Natalia e Sebastian, argentinos, Carly, norte-americana, os pais e irmãs do David e todos os estrangeiros que eu e minha família recebemos em casa nestes últimos oito anos. O desejo e, conseqüentemente, o pedido de conhecer a Cidade Maravilhosa era unânime, não importava a origem, menos ainda a idade.
Quando a gente vai para o Rio, dá para entender o motivo de tanta vontade. A cidade é linda, independente de seus problemas. Esta semana, o In Loco Especial do Hôtelier News traz um retrato completo do JW Marriott, localizado na praia de Copacabana. O hotel reúne dois nomes que são referência, cada um em seu segmento: Copacabana é uma das praias mais famosas do mundo e a marca Marriott remete à qualidade de serviços e competência em infra-estrutura hoteleira.
Por Chris Kokubo*
O triângulo visto por dentro, no Executive Lounge
São 245 apartamentos distribuídos em 17 andares. O maior deles, a suíte presidencial, tem 145 m². Por fora, é muito fácil identificar o JW Marriott Hotel Rio de Janeiro. A fachada apresenta um triângulo de vidro colorido que pode ser visto de longe. Por dentro, um grande lobby e o atrium, que facilita a localização do hóspede em qualquer pavimento do hotel.
Entrada do hotel referência de boa hotelaria carioca
 
O leão da Marriott dá as boas-vindas
Ao passar a porta giratória, encontramos o lobby. À direita fica o balcão da recepção
O toque suave do instrumento é usado quando um recepcionista precisa chamar alguém
 
Sofás confortáveis e flores naturais que perfumam o ambiente
Olhando para cima, vemos os apartamentos
O empreendimento está a 24 Km do aeroporto internacional Antônio Carlos Jobim, o Galeão, e a 12 Km do Santos Dumont. A localização privilegiada de frente para o mar permite que os hóspedes acordem com o pé na areia, ou façam exercícios de olho na orla. Da cobertura é possível também avistar o Cristo Redentor, outro ponto turístico famoso da cidade que é cartão postal por todas as partes.
"Definimos o JW como um oásis de luxo despretensioso no Rio de Janeiro”, afirma Marcela Soares, supervisora de Comunicação do empreendimento, que nos apresentou suas instalações. De janeiro a setembro deste ano, o meio de hospedagem teve 75% de ocupação e registra R$ 444 de diária média. “Nosso principal público é o norte-americano. Os Estados Unidos representam 40% da ocupação, enquanto os brasileiros são 25%”, explica a executiva.
Ambiente confortável para uma boa noite de sono
 
No banheiro, amenities, garrafas de água italiana e banheira
Tábua e ferro de passar estão disponíveis em todas as UHs
 
 
Assim como aparelho de TV, mesa de trabalho, som com CD e sofás confortáveis. Nas executivas, também há aparelho de DVD
 
Olhando o lobby de cima e o atrium
Todas as UHs oferecem aparelhos para CD, cofre adaptado para laptop, internet de alta velocidade, tábua e ferro para passar roupa e room service 24 horas. Nos apartamentos executivos, localizados no nono, décimo e 11º andares, há também DVD player. Quem está hospedado nesta categoria, inclusive, tem acesso ao Executive Lounge, aberto para café da manhã privativo das 6h às 11h e happy hour das 18h às 22h.
José Eugênio recebe os hóspedes executivos na entrada do lounge. Para ter acesso é preciso usar a chave magnética do apartamento
 
 
 
No espaço exclusivo há livros, internet gratuita e filmes
 
Além disso, aqui o hóspede pode tomar o café da manhã tranqüilamente ou apreciar o coquetel do happy hour...
 
...com esta vista de Copacabana
No elevador, a chave do apartamento dá acesso a cada andar. O hotel oferece internet em todos os seus ambientes e o sistema inteligente do edifício fornece energia elétrica à UH somente quando o hóspede está dentro dela.
É no Mirante Copacabana, como foi batizada a cobertura do empreendimento, que estão academia, aberta 24 horas, salas de massagem e piscina. Com ar-condicionado, o hóspede pode se exercitar olhando o mar ou assistindo a televisão. O hotel fornece fones de ouvido para que cada pessoa escolha seu canal preferido e não atrapalhe quem está malhando ao lado.
 
No elevador, que também só funciona com a chave da UH, o informativo ajuda na localização do cliente
No topo do edifício esta é a recepção para a área de lazer
 
 
Salas de massagem, piscina e academia. Lá em baixo, a orla da praia
Copacaba de um lado...
...e de outro
Mesas para proporcionar conforto aos hóspedes
 
É possível fazer massagem ao ar livre também. Na parede, um quadro que mostra a praia carioca
 
Na ponta daquele morro, o Cristo Redentor, braços abertos sobre a Guanabara
 
Aparelhos modernos em ambiente climatizado. Correr na esteira propicia esta vista
 
São duas salas de massagens bastante perfumadas e aconchegantes
Para quem quer sentir a areia da praia, o hotel fornece espreguiçadeiras, guarda-sol e toalha, além do salva-vidas que zela pela segurança do hóspede. Todo o serviço de praia é oferecido das 9h30 até por volta das 16h30.
No quesito gastronomia, a oferta do JW Marriott apresenta quatro possibilidades: Taiyou Sushi & Sake Bar, Terraneo Restaurante, Terraneo Lounge e Café da Praia, localizado no lobby do meio de hospedagem, além do serviço de quarto. Os restaurantes podem receber de 40 a 60 pessoas cada um. Está em estudo de viabilidade o projeto de um novo espaço que servirá comida tailandesa.
"Nosso restaurante japonês recebe muitos passantes, é bastante conhecido no mercado gastronômico carioca e sempre promove festivais especiais, assim como o Terraneo", explica Marcela.
JW visto da areia. O toldo azul é a barraca de cadeiras e toalhas do hotel
Entrada do Taiyou
 
O restaurante japonês é bastante freqüentado por passantes
Há lugares também no balcão, próximo ao sushiman
 
Aqui, ambiente do Terraneo
 
 
 
 
É aqui que os hóspedes tomam café da manhã. Bem completo, inclusive com opções japonesas
 
No Terraneo Lounge, com decoração mais sóbria, carta de charutos
Entrada do hotel vista do Terraneo Restaurante
 
Sebastião Luiz prepara omeletes diariamente no desjejum. A pedido do hóspede, são servidos sucos naturais feitos na hora, como este de abacaxi, morango e manga
 
Rodrigo Espinosa está há quatro anos no hotel. O greco-alemão Anasthasios, por sua vez, chegou há seis meses e atende os hóspedes em quatro línguas
 
 
No brunch de domingo, além dos itens do café da manhã de todos os dias, muitas opções diferenciadas e saborosas
Antônio Luis e José Teixeira, há seis e três anos, respectivamente, servindo os hóspedes do JW. "Recebemos treinamento periodicamente", afirmam
Lobby visto do Terraneo
Suzana Viana e Isaac Santana no balcão do café
 
O Café da Praia funciona como um café, com acesso pelo lobby
Renovações nos cardápios são constantes. Recentemente, o Terraneo alterou seu menu, com opções como a Picanha de cordeiro, a Salada de bacalhau e vinagrete de gaspacho e a Lagosta gratinada ao molho de trufas e pesto cremoso. Além disso, aos sábados o hotel conta com feijoada e, aos domingos, oferece um brunch completo.
Na área de eventos, o JW Marriott Rio dispõe de nove salões, que podem ser divididos em até 12 espaços, totalizando 600 m². O maior deles, Wayána Ballroom, oferece 218 m². No business center, terminais de impressão, internet high speed e wireless. O hotel promove também o show room de eventos sociais: fornecedores do mercado de festas montam uma vitrine permanente de serviços, como decoração, fotografia, bolo, bem casados, joalheria, convites. Periodicamente novos parceiros apresentam suas especialidades.
Ambiente do show room de eventos sociais
 
Jóias, vinhos, bem casados, fotografias e muitos itens de festa são expostos por fornecedores que mudam periodicamente
 
No mesmo andar, business center e algumas pequenas salas para reuniões
Uma das lojinhas do hotel
 
Flávia Weaver, recepcionista, Guilherme Borges, concierge, e Fábio Maurício, mensageiro do hotel
Em uma das paredes, os chefões: J. Willard Marriott e J. W. Marriott Jr.
Quem está à frente do hotel e de seus 280 colaboradores e mais os 30 estagiários desde 2003 é o panamenho Jorge Berrio, que já passou pelo Renaissance Jaraguá, na República Dominicana, pelo Marriott Caesar Park Hotel, em seu país de origem, e pelo Marriott Casa Magna Cancun, no México.
Hospedar-se no JW Marriott Hotel Rio de Janeiro faz bem. O hóspede tem suas expectativas atendidas, sejam elas a trabalho ou a lazer. No Rio, é possível realizar uma ampla gama de passeios, dos mais bucólicos, como passar horas caminhando pelo Jardim Botânico, aos mais agitados. O Rio tem o Cristo, o bondinho, o Pão de Açúcar, a Lapa, os Arcos da Lapa, a Confeitara Colombo, o Teatro Municipal, a Biblioteca Nacional, tem os cariocas. Este, aliás, é o ano em que se celebra o cinqüentenário da bossa nova.
 
A loja Bossa Nova está no endereço ideal. Foi no Beco das Garrafas que todo o movimento teve início
Além dos CDs, DVDs e peças de decoração, a loja traz um espaço ambientalizado como ao final dos anos 50
 
Nas paredes da Modern Sound, fotos de artistas consagrados
Diariamente, show de música ao vivo
Cheia de encantos mil
Há 50 anos, o toque do violão de João Gilberto, a melodia de Tom Jobim e a poesia de Vinicius de Moraes começaram uma revolução na música brasileira. Ao se falar em bossa nova é difícil não cair no lugar comum, com elogios e saudosismo. Algumas figuras daquela época continuam vivendo na Cidade Maravilhosa, fazendo música boa de se ouvir. Quando possível, dê um pulo no Rio. Assim como todos os gringos do começo do texto, é bem provável que você volte feliz para casa.
Serviço
JW Marriott Hotel Rio de Janeiro
Av. Atlântica, 2.600 - Copacabana
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Cep: 22041-001
Tel: 21 2545-6500 / 0800-703-1512
www.marriott.com.br/riomc
* A equipe do Hôtelier News hospedou-se no JW Marrriott Hotel Rio de Janeiro a convite do empreendimento.

Comentários