Killington: um dos dez maiores resorts de esqui dos EUA

 

A neve tem um poder especial sobre as pessoas. Pouco importa se você se depara com ela todo ano ou se é a primeira vez. A paisagem branca formada pelos flocos que caem suave ou bruscamente, cada um com seu formato particular, dão a impressão de que tudo está mais macio, mais homogêneo. Difícil de explicar.
Para alguns, desperta melancolia. Para outros, mais ávidos pela estação fria, entusiasmo. São estes que aguardam ansiosos a chegada do inverno e a prática dos esportes da estação.
Killington Grand Resort Hotel & Conference Center: facilidade para quem gosta de esportes de neve (fotos: Chris Kokubo)

A equipe do Hôtelier News passou um final de semana no Killington Grand Resort Hotel & Conference Center, resort de esqui no estado de Vermont, a nordeste dos Estados Unidos, e desfrutou o que de melhor a neve pode proporcionar.

 

Por Chris Kokubo*
Do hotel é possível avistar as pistas cobertas de neve
A entrada tem vidros que protegem da neve que se acumula

Das janelas, a piscina aquecida contrasta com as pistas de esqui. A cor do céu anuncia: tem tempestade de neve se aproximando...

 
Acordar e já sair do hotel de esqui ou prancha de snowboard nos pés, a caminho do teleférico que vai levar direto ao topo da montanha. Exagero dos viciados em esportes de inverno? Nem tanto.
O hóspede que quer ir direto esquiar sai do hotel por aquela portinha coberta, à direita, já de esquis nos pés...
...e dá de cara com essa vista inspiradora para quem está com sede de deslizar pelas pistas
Basta andar um pouquinho para a direita para chegar à ponte
É esse o caminho mais curto ao teleférico mais próximo
 
Quem se hospeda no Killington Grand Resort Hotel, localizado dentro da estação de esqui de mesmo nome, gosta de deslizar na neve e não quer perder tempo. Mal os teleféricos começam a funcionar, as pessoas já estão lá, formando fila.
Vermont recebeu mais de 45 cm de neve só neste mês
A lareira do lobby é muito benvinda e serve tanto o térreo quanto o primeiro andar
O quadro mostra malabarismos sobre esquis
Aqui, a saída das chamas no primeiro andar, onde fica a recepção. Um velho trenó de madeira hoje faz papel de mesa
    A saleta que recebe os hóspedes, a recepção com quadros que ilustram o inverno de Vermont e os folhetos de pontos turísticos da região. Dica: vale a pena conhecer alguma casa de fabricação de maple syrup e uma das fábricas de sorvete mais famosas do mundo, que começou por perto: Ben&Jerry's
 
O hotel, construído há oito anos, está estrategicamente posicionado para facilitar a vida dos hóspedes. Você atravessa uma ponte e dá no snowshed, um teleférico que leva para o meio da montanha, de onde é possível sair esquiando - ou caindo - até outros teleféricos maiores que conduzem a um dos seis picos do resort.
Hora de encarar as pistas
Nem a nevasca intimida. O vento é frio e a neve bate no rosto, mas a vontade de sentir aquela sensação que o esqui proporciona é maior
Chegamos ao Killington Peak, o maior morro da estação, a 1.293 metros de altitude, de onde é possível seguir por qualquer uma das 200 trilhas
Killington está entre os dez maiores resorts de esqui dos Estados Unidos. É definitivamente o maior do leste norte-americano, incluindo o Canadá. São 139 Km de pistas que formam 200 trilhas divididas em cores conforme seu grau de dificuldade: verdes para iniciantes (20% delas), azuis para intermediários (48%) e pretas para quem tem muita técnica e coragem (32%). Trinta e três teleféricos duplos, quádruplos ou gôndolas dão acesso às pistas.
As cores no mapa indicam diferentes tipos de teleférico ou nível de dificuldade das pistas
(imagem: killington.com)
Esta é vista que se tem do alto do Killington Peak: branquinha...
...e continua assim por toda a montanha...
...proporcionando suas sensações particulares...
...e moldando a paisagem. Tudo fica coberto de neve
No hotel, uma sala dedicada aos esquis é encontrada ao lado da academia. Quem chega depois de um dia inteiro esquiando, deixa o equipamento secando no local até o dia seguinte, quando sai pra esquiar novamente.
No ski check todo equipamento de esqui e snowboard fica protegido para o próximo dia

 

O Grand Resort Hotel tem 200 UHs e na alta estação conta com cerca de 250 colaboradores. Um quarto das UHs é administrado por meio de time sharing. São 52 proprietários que dispõem de 13 semanas por ano para desfrutar o hotel. No inverno, predominam os amantes de esqui, snowboard e atividades de neve. No verão, campos de golfe substituem a paisagem branca e os visitantes são as pessoas que gostam do calor e das campinas verdes.
O quarto é quente e confortável com duas camas de casal
Na UH, TV, aparelho de DVD, de som, vídeo-game e garrafas de água Poland Spring
Rumarie Maisonet, de Porto Rico, completava seu 12° mês de trabalho em Killington quando a conhecemos. Para Katelind Rowe, de Long Island, era o terceiro
Wilbur Ehmann nasceu em Vermont, próximo a Killington, e esta é sua sexta temporada no hotel. James Young, de Michigan, trabalha no resort há sete meses e gosta de esquiar na região
Cada UH tem no máximo quatro proprietários e praticamente não há mais disponibilidade para compra. Prática comum nos Estados Unidos, o time sharing garante um lugar para passar as férias, não importa a época do ano. Os proprietários dispõem de um lounge exclusivo com biblioteca, cozinha e jogos de tabuleiro, além de área separada para guardar os esquis.
Placa da RCI na parede da recepção
  Área exclusiva dos proprietários de tempo compartilhado do hotel: cozinha, copa, sala de TV, jogos e biblioteca
Com 13 salas e salões disponíveis, o empreendimento também investe bastante em conferências e eventos, principalmente na primavera e no outono. O espaço para encontros tem disposição bastante flexível e as reuniões podem acomodar até 1 mil pessoas. Os casamentos são muito requisitados, já que a paisagem no meio das montanhas de Vermont, conhecido como Estado das Montanhas Verdes, proporciona um cenário bem romântico para trocar alianças. Além disso, o hotel oferece serviço de catering para eventos também no restaurante no topo da gôndola principal, que leva ao Killington Peak, ponto mais alto do resort, a 1.293 m de altitude.
Uma das salas para eventos
Todas se encontram no mesmo pavimento do depósito de equipamentos, da academia e do spa
Casal na Killington verde do verão
(foto: divulgação)

Depois de passar o dia exercitando os músculos nas pistas da montanha, o hóspede pode escolher entre relaxar na piscina aquecida ao ar livre - com ligação a duas pequenas piscinas de hidromassagem também ao ar livre - ou continuar nos exercícios na academia do hotel, bastante espaçosa. Sauna e spa com massagens e tratamentos variados são outras duas opções.
A piscina, rodeada de neve, é bem aquecida
Mesmo à noite, ela atrai
E para chegar até as águas quentes, não é preciso andar no meio da neve. Próxima às saunas, a extensão interna da piscina evita o frio
Academia espaçosa para padrões de hotel
 
Killington Grand Spa: manicure, maquiagem, massagem e tratamentos de pele, entre outros
O Killington Grand Resort Hotel tem facilidades para deficientes físicos, quartos para fumantes e não-fumantes e oferece transporte gratuito para outras áreas do resort, como restaurantes, lojas e danceterias. Todas as UHs dispõem de cafeteira, televisão a cabo, telefone, ferro e tábua para passar roupa e secador de cabelos, além de acesso wireless à internet.
 
A lojinha vende de analgésicos a camisetas
O restaurante do hotel - Ovations - serve café da manhã e jantar. "Como praticamente todos os hóspedes estão esquiando ou jogando golfe durante o dia e geralmente comem algo na montanha, não tem motivo para servirmos o almoço", explica John Dithmer, gerente geral, que nos mostrou o empreendimento. Durante conferências, o almoço é servido sem problemas a pedido do cliente.
 
O simpático gerente geral John Dithmer, que nos apresentou o hotel, está na função há três anos e meio. Antes trabalhava na Flórida
Ao lado da entrada do Ovations, o corredor que leva para a área de eventos
 
Vários tipos de café, pães, muffins e bagels compõem o café da manhã
Da janela do restaurante, as convidativas pistas brancas
  O Ovations tem lugar para 95 pessoas. Ao lado, prato mexicano em restaurante próximo ao hotel

Na área do resort, o hóspede encontra facilmente diversas opções de restaurantes, desde mexicanos a japoneses, passando pelos americanos junk food.

 

Durante 2007, assim que o calor chegou e as pistas de esqui foram fechadas em meados de maio, o hotel passou por uma grande reforma. Os hóspedes da temporada de inverno de 2007 e 2008, que acaba de começar, para felicidade dos esquiadores, devem encontrar UHs com decoração renovada, restaurantes e piso diferentes e mais conforto.
Para quem gosta de esquiar, o Killington Grand Resort Hotel é uma opção boa e prática
Aqui, visto depois de atravessarmos a ponte
E a vista da nossa UH
A neve se acumula...
 
...e as árvores ficam cobertas, todas brancas

 

Resort de esqui no frio, hotel de golfe no calor, conferências em todas as épocas, o empreendimento está em um lugar especial. Considerado o estado mais hippie dos Estados Unidos, Vermont é repleto de montanhas, rodeado de natureza. As paisagens naturais cobertas de neve no inverno, voltando à vida na primavera, ensolaradas e quentes no verão ou coloridas vibrantemente no outono oferecem atividades o ano inteiro, para todos os gostos.
No outono, as folhas dão seu espetáculo
(foto: divulgação)
   
Comparando as paisagens, nem parece o mesmo lugar
(fotos: divulgação)
O resort fica a duas horas e meia de Boston, a cinco horas e meia da cidade de Nova York e a três horas de Montréal, no Canadá. Próximo a grandes centros urbanos e de fácil acesso, quando o hóspede chega, tem a sensação de que está distante, em um lugar único no meio da natureza. Vale a pena conhecer, seja na estação do esqui, seja na estação do golfe. Qualquer guia turístico traz fotografias surpreendentes, impressionantes, instigantes da região. Não é nada difícil se encantar com esse lugar.
À noite, em dia de verão, é possível apreciar o rio que fica sob a neve no inverno
E lembre-se: ao dirigir na neve, muito cuidado. Nossa equipe foi surpreendida mais de uma vez devido à pista escorregadia e às árvores caídas no percurso

 

Serviço

Killington Grand Resort Hotel & Conference Center

228 East Mountain Road

Killington, VT 05751

Estados Unidos

+1 802 422-6903

1-888-644-7263

www.thekillingtongrand.com

www.killington.com/conference

 

*A reportagem do Hôtelier News hospedou-se no Killington Grand Resort Hotel e esquiou em Killington a convite do hotel.

Comentários