Lagoa das Cores: hospitalidade na Chapada (BA)


Entrada e recepção da Pousada Villa Lagoa das Cores
(fotos: Délia Coutinho)

Definida como ‘projeto de vida’ pelos seus proprietários - o casal Marcos Monteiro e Vânia Meirelles -, a pousada Villa Lagoa das Cores, inaugurada em dezembro de 2005 no Vale do Capão (no coração da Chapada Diamantina, na Bahia), é a principal opção de hospedagem local.

Com apenas 12 apartamentos, ela encontra-se em meio a uma linda paisagem bucólica, rodeada por montanhas, cachoeiras e muito verde, numa área alta com nada menos do que 30 hectares. Há poucos quilômetros desse paraíso, estão algumas das trilhas mais conhecidas do Brasil como o Vale do Pati e a Cachoeira da Fumaça.

O Hôtelier News visitou o empreendimento e desfrutou da hospitalidade do casal, que conseguiu dosar um atendimento personalizado a serviços dignos dos melhores hotéis de charme, num local abençoado pela natureza. Todas essas qualidades conferiram ao local o título de Melhor pousada do Vale do Capão pela última edição do Guia Quatro Rodas.

Por Délia Coutinho

A história da Villa Lagoa das Cores está intimamente ligada à de seus proprietários e idealizadores. O empresário Marcos, a psicoterapeuta Vânia e a filha do casal, Luara, família que há mais de dez anos trocou a vida urbana na capital baiana pela tranqüilidade da Chapada Diamantina e decidiu investir no turismo há cerca de cinco anos, tempo em que a pousada foi artesanalmente construída. Antes disso, na mesma área havia a casa da família, um herbário, um atelier de produtos feitos com ervas, como sabonetes e travesseiros, e uma horta. As mesmas instalações continuam em funcionamento e a casa dos proprietários deu lugar à charmosa recepção e à área social.


Vista do mirante da pousada em horário de pôr-do-sol

Marcos e Vânia sabem o nome de praticamente todos os hóspedes e visitantes que já passaram por lá. Os dois fazem questão de estar presentes em todos os check-in e check-out, acompanhar os hóspedes até o apartamento e mostrar toda a pousada.

Durante o café da manhã, um dos dois, ou ambos, sempre está presente. Muito comunicativos e agradáveis, eles sugerem passeios, trilhas e dão dicas diversas, como onde saborear as iguarias típicas do Vale do Capão - o saboroso pastel de palmito de jaca e a pizza de vegetais.

Desenho arquitetônico, paisagismo, decoração... Todo o projeto da Villa Lagoa das Cores ficou a cargo da família, que deu o seu toque pessoal a cada detalhe que o leitor irá conhecer abaixo. É isso mesmo! A pousada foi praticamente feita à mão, desenhada e pensada por eles.

 
 Entrada dos hóspedes: flores e muito verde na decoração


Mensagem na parede dos quartos


Piscina sem cloro em meio à
vegetação e montanhas

A preocupação ambiental é um pilar fundamental na operação da pousada. A começar pela piscina que é tratada sem o uso de cloro, por meio de um processo chamado de oligodinâmico, que filtra a água com íons de cobre, minimizando a agressão ao meio ambiente. Além dessa medida, a administração prega o consumo consciente de água e de detergentes, realiza coleta seletiva de todo o lixo produzido e recicla parte dele, como o lixo orgânico, que é transformado em adubo para a horta.


Sinalização interna


Tubos de papelão utilizados na decoração do
restaurante da pousada:  exemplo de como minimizar
o lixo e reaproveitar objetos


Fachada do apartamento, que tem vista para a montanha

A Villa Lagoa das Cores tem 12 UHs divididas em categorias: apartamentos com lareira (ideal para as noites frias do Capão durante o ano inteiro), com vista para a montanha e para o jardim. O toque especial fica por conta do aroma de cada uma delas: alecrim do campo, hortelã, patchouli, melissa, alfazema, capim santo, artemísia, erva doce, sálvia, eucalipto, alecrim de jardim e camomila. "Como temos um herbário, desenvolvemos 12 ambientes com o nome e cheiro das ervas que trabalhamos e que mais gostamos",conta Vânia.


Interior do quarto e...


...a vista matinal


Varanda com rede comum a todas as UHs


Travesseiros menores são recheados com a
erva-tema da unidade


Incensos: amenidades zen nos quartos


Frigobar decorado artesanalmente


Há lareiras instaladas em três apartamentos


Sabonetes aromáticos produzidos na pousada
são encontrados nos quartos

Restaurante
Para o restaurante, foi formatado um ambiente aconchegante, com a instalação de uma sala com lareira e da decoração que mixa diferentes objetos, entre peças antigas, louças portuguesas e elementos esotéricos que se complementam em perfeita harmonia. Vânia frisa que muitos dos objetos do restaurante e de toda a pousada são presentes de amigos, relíquias de família ou peças garimpadas pelo casal em viagens.

No cardápio, opções da culinária internacional, algumas criações - a exemplo de pratos que levam ervas na sua composição -, e receitas típicas da região, como o godó de Banana, uma combinação de frango de quintal ensopado com pirão salgado de banana da terra verde. Durante o café da manhã, servido das 8h às 10h30, uma infinidade de delícias totalmente saudáveis está à espera: suco de abacaxi com capim santo (que também é o drinque de boas-vindas no check-in), pães caseiros, bolos diversos, bijus, geléias de frutas naturais... Tudo preparado com frutas e verduras orgânicas, em sua maioria, cultivadas na horta da pousada.


Interior do restaurante


Adega de vinhos: bebida ideal nas noites frias do Capão


Chapa utilizada para fazer bijus de tapioca


Detalhe para as janelas com vista de cartão postal


Sala de estar com lareira no restaurante


Godó com banana: prato típico deve ser solicitado
pelos hóspedes com antecedência de 12 horas


Suco de abacaxi com capim santo e de maracujá com marcela, entre
outros, são encontrados no café da manhã


Mesa farta de produtos regionais no café da manhã


Manjar de vinho: criação de Luara, filha dos proprietários,
que supervisiona a cozinha


Detalhe da decoração

Spa in natura
Ofurô ao ar livre, sala de massagem e sauna indígena são as opções de relaxamento em contato com a natureza. Há também um jardim de meditação e um poço de relaxamento, que conta com jatos frios de água para relaxar os pés após as caminhadas.

Vale destacar a sauna feita de pedras, típica do Vale do Capão, criada para purificar o corpo e a mente. Em clima de ritual indígena, os hóspedes são convidados a desfrutar de uma sessão conjunta, com até dez participantes, que dura no máximo 40 minutos devido ao calor intenso.


Sauna indígena


Banheira de ofurô


Sala de massagem: massoterapeutas são
moradores da região

Área social
Os espaços da área social, como definem Marcos e Vânia, visam dar aconchego ao hóspede, para que este se sinta em casa. Na antiga residência da família, onde funciona a recepção, também estão uma biblioteca, sala de estar com lareira, sala de internet (acesso pago), varanda e uma lojinha. Todos decorados com pequenos objetos, numa atmosfera rústica e confortável. Anexa ao restaurante está a sala de estar com home theater. Os livros e filmes estão à disposição dos hóspedes sem custo adicional. 


Detalhe da recepção


Sala de estar social


Biblioteca


Anjos, fadas, duendes e elementos místicos
misturam-se à decoração minimalista

 
Escultura de gato na recepção e objetos indígenas nas paredes


Incensário tem duas bruxinhas e um caldeirão


Sala de estar com home theater


Aromatizadores de ervas, mandalas, sabonetes,
entre outros produtos do Almazen das ervas,
marca dos proprietários, estão na lojinha

Quem vai à Villa Lagoa das Cores?
O hóspede em busca de repouso, de turismo de aventura, de contato com a natureza. Casais e famílias com crianças, de procedência local ou internacional. Esse é o público que a Villa Lagoa das Cores tem recebido e deseja continuar a manter.

Outro filão que eles já começaram a explorar é o cliente corporativo. Muitas empresas procuram espaços no Vale do Capão para realizar vivências e imersões em grupo. E a Villa Lagoa das Cores é dotada de toda a estrutura para essas ocasiões. "Está em nossos planos para a próxima etapa a construção de um salão de eventos e um de jogos", revela Vânia.

A magia do Capão
Localizado no centro da Chapada Diamantina, o Vale do Capão é recheado de lendas, que vão da aparição de discos voadores a duendes. O certo é que lá tem realmente algo mágico no ar. Cachoeiras de tirar o fôlego, montanhas, clima ameno e povo hospitaleiro. O tipo de lugar para não se esquecer jamais.

Serviço
Pousada Villa Lagoa das Cores
75 3344-1114 
pousada@lagoadascores.com.br
www.lagoadascores.com.br

Comentários