Leia o perfil de Janyck Daudet, do Club Med


Janyck Daudet, o simpático franco-carioca presidente do
Club Med na América do Sul, no Club Med Rio das Pedras
(foto Claudio Schapochnik)

Anita Bernstein*
Mangaratiba, RJ

Presidente do Club Med na América do Sul, Janyck Daudet é carismático, esbanja o que os franceses chamam de "joie de vivre"! Com personalidade alegre, foi fácil para ele se adaptar ao jeitinho carioca, que tanto se orgulha ter herdado. Ele admira a simplicidade e não deixa passarem desapercebidos os detalhes que favorecem o bem estar e está sempre buscando enriquecer o serviço em seus villages.


Daudet com as amigas Valeria Valenssa e Déborah Colker: os três são
Embaixadores do Turismo do Rio de Janeiro-2005, título concedido em agosto
(foto Anita Bernstein)

Ele é reconhecido por sua maneira de vibrar quando trata de valorizar nosso potencial turístico. Em agosto Janyck Daudet foi premiado, entre algumas personalidades, com o título de Embaixador do Turismo do Rio de Janeiro-2005, em evento realizado na UniverCidade e promovido pela Secretaria de Turismo da Cidade do RJ e pela reitoria da instituição de ensino.
Leia abaixo a entrevista exclusiva que o Hôtelier News fez com o executivo, onde ele fala sobre hotelaria, pratos principais, música e outros assuntos.


Marco Antonio Oliva (à esq.), diretor de Vendas Brasil, Sylvia Leimann, gerente de
Comunicação e Marketing, Carlos Alberto Amorim Ferreira, presidente da Abav-RJ,
Janyck Daudet, Paulo Senise, presidente do Rio Convention & Visitor's Bureau,
e Luiz Felipe Bonilha, presidente da Riotur, em Rio das Pedras
(foto Anita Bernstein)

Hôtelier News: Qual o melhor hotel que você já se hospedou?
Janyck Daudet: Mais de um, entre os hotéis com charme como o Txai Resort em Itacaré, na Bahia. Tem paisagem deslumbrante, tem praia e mata atlântica. O bom é se hospedar em um dos 16 bangalôs espalhados pela praia. Costumo fazer caminhadas até o topo do morro de verdejante na mata atlântica.


Um dos bangalôs do Txai Resort, elogiado por Daudet
(foto
www.txai.com.br)

HN: Qual foi o melhor café da manhã que você já tomou?
Daudet: Foi no hotel Alvear, o mais antigo de Buenos Aires. Me impressionaram os detalhes, que valorizo muito.


Fachada do Alvear Palace Hotel, em Buenos Aires
(foto divulgação)

HN: E qual foi o pior hotel que já se hospedou?
Daudet: Pior? Não me lembro.

HN: E sobre restaurante e/ou bar de hotel, qual é seu favorito?
Janyck: É em Cingapura, o bar do hotel Raffles, cujo dono foi o fundador da cidade, onde é proibido jogar qualquer coisa nas vias públicas. Mas neste hotel é servido amendoim com casca, e as pessoas jogam as cascas no chão.


O imponente Raffles Hotel, em Cingapura
(foto divulgação)

HN: O que você valoriza na hora de escolher um hotel?
Daudet: Valorizo o charme, a história e a localização.

HN: Falta algo na hotelaria brasileira em comparação à do exterior?
Daudet: A hotelaria brasileira vem recebendo crescente número de viajantes, a negócios e a lazer, e aqui como em qualquer outro país eles encontram os mesmos padrões de serviços, as mesmas instalações e a mesma eficiência nos atendimentos em hotéis. Semanalmente, tem vôos charters de dezembro a abril, desembarcando turistas em Salvador vindos da França e que recebemos nos villages de Itaparica e Trancoso.

HN: E qual é a melhor pousada?
Daudet: Boca do Céu, em Búzios, que nem é comercializada, e se promove no boca-a-boca.

HN: Quais são seus hobbies?
Daudet: Praticar corrida na praia de Ipanema e jogar golfe no Gávea Golf Club.

HN: Qual seu sonho de consumo?
Daudet: Meu sonho de consumo é morar entre Trancoso e Rio de Janeiro. Tenho outro: que o Hotel Cataratas em Foz do Iguaçu se torne mais um Club Med
.

HN: Quais são suas cantoras favoritas?
Daudet: Elis Regina, Maria Bethania, Gal Costa, Ivete Sangalo e Elba Ramalho.


O sorriso da genial Elis Regina, uma das cantoras preferidas de Daudet
(foto
www.trama.com.br)

HN: E quais os cantores preferidos?
Daudet: Jorge Ben Jor e Gilberto Gil.


O cantor, compositor e ministro da Cultura, Gilberto Gil: também na preferência do executivo
(foto Mercos Hermes,
www.gilbertogil.com.br)

HN: Quais são seus pratos favoritos do Brasil?
Daudet: moqueca capixaba de siri, bobó de camarão e lambreta nas praias baianas.

HN: Quais outros pratos favoritos da culinária mundial?
Daudet: risotto de trufas e bouillabaisse, uma deliciosa sopa originária da região de Provence, na França. Leva vários peixes frescos de água salgada, moluscos e crustáceos com temperos e vinho branco, é uma refeição completa.


A bouillabaisse: prato que deixa Daudet com água na boca

*A reportagem do Hôtelier News viajou a convite do Club Med Brasil (www.clubmed.com.br)

Daudet é apaixonado pelo Brasil
Janyck Daudet, brasileiro naturalizado nascido na França em 1957, é o presidente do Club Med na América do Sul. Ele vem conquistando títulos, honrarias e amigos durante os 28 anos trabalhando no mesmo grupo.

Com orgulho e alegria ele celebra dez anos no Brasil e fez questão de instalar a sede da empresa e viver no Rio de Janeiro. Daudet conheceu inúmeros países e ele afirma que no Brasil é onde ele mais se identifica, sendo fascinado pelo povo, pela cultura, pelo carnaval e se considera um verdadeiro carioca.


Daudet mostra com orgulho a placa de Embaixador do Turismo do Rio de Janeiro-2005
(foto Anita Bernstein)

O Club Med Itaparica foi o primeiro resort implantado no Brasil e seus 25 anos de inauguração foram celebrados em grande estilo carioca na passarela do samba, no Carnaval de 2004, fazendo parte do enredo Aquarela do Brasil, defendendo as cores da Escola de Samba Império Serrano. Janyck Daudet reuniu amigos, parceiros, GO's (Gentis Organizadores, recreadores), GM's (Gentis Membros, hóspedes), agentes de viagens e operadores do trade turístico formando uma animadíssima Ala do Club Med "Magia da Bahia", que tem tudo a ver com a chegada do Club Med no Brasil.


Daudet com os atuais três chefs de village do Brasil: Benoît Cousin (à dir.),
de Rio das Pedras, Aziz Itto (Trancoso) e Karim dos Santos (Itaparica)
(foto Claudio Schapochnik)

Dedicação à carreira e entusiasmo que Daudet imprime em suas atividades certamente vêm contribuindo para o crescente sucesso dos três villages - localizados em Itaparica e Trancoso, na Bahia, e em Mangaratiba, no Rio de Janeiro. Com apenas 20 anos, Janyck Daudet, estudante de economia apaixonado por esportes aquáticos, por sugestão de um amigo, aceitou aproveitar as férias de um mês e meio para ser instrutor de esqui aquático no village Pakostane, na Croácia. Pouco tempo depois ele aceitou o convite de trabalhar no village Martinica, no Caribe, e iniciou sua carreira, passando por vários cargos, como chefe de Esportes, animação, relações públicas e assistente de chef de village - cargo equivalente a gerente geral.


Daudet (à dir.) na reinauguração do restaurante Principal, em Rio das Pedras, com vários amigos
(foto Claudio Schapochnik)

Foi aos 25 anos de idade que chegou ao Brasil pela primeira vez tornando-se o chef de village no Club Med Itaparica. Fato marcante em sua carreira: ele foi o mais jovem chef de village de todos os tempos. Também chefiou villages no Marrocos, na Grécia e na França e participou de aberturas de três empreendimentos.
Daudet enfrentou em 1995 a missão de fechar o Club Med Itaparica, já que o village não vinha apresentando resultados positivos. Graças à sua percepção do excelente potencial no mercado brasileiro, ele estabeleceu uma nova estratégia de marketing e convenceu a matriz de investir em ousadas renovações no village e reverteu a situação. No Brasil, neste momento, há três villages em operação. Há ainda o projeto do quarto resort no País, na praia de Peró, em Cabo Frio (RJ), com previsão de iniciar a construção em 2006, para inaugurar em 2007.
(AB)

Comentários