Lideranças e CEO da Oyo Hotels reduziram salários voluntariamente

oyoAgarwal renunciou 100% de seu salário até o final de 2020

Com o coronavírus devastando o mercado hoteleiro, executivos da Oyo Hotels & Homes e seu CEO, Ritesh Agarwal decidiram reduzir seus salários voluntariamente. O fundador da rede indiana renunciou seu pagamento em 100% até o final de 2020 a partir deste mês, enquanto outras lideranças abdicaram de 25% de seus ganhos - alguns podendo chegar a 50% buscando a reconstrução da empresa. 

“A situação atual em todo o mundo é profundamente preocupante para todos e cada um de nós. A Oyo está fazendo de tudo para apoiar o mundo com seus recursos limitados nessa pandemia, desde a criação de centros de isolamento até a localização de um local seguro para os socorristas. Dada a situação atual dos negócios, que é sem precedentes para o nosso setor em todo o mundo, renunciarei a 100% do meu salário pelo resto do ano. Sou grato à minha equipe de liderança, que também recebeu cortes de pagamento e apoiou a empresa durante esses tempos difíceis”, comentou Agarwal.

Oyo: medidas

Seguindo a orientação do governo, a rede adotou uma série de medidas para acomodar a equipe médica da linha de frente nos EUA. A empresa oferece quartos gratuitos em mais de 300 hotéis para todos os profissionais de saúde, incluindo médicos, enfermeiros e socorristas, para garantir que eles possam descansar e tomar banho.

(*) Crédito da capa: Divulgação/Oyo Hotels & Homes

(*) Crédito da foto: Vinicius Medeiros/Hotelier News​

Comentários