Life Company lança nova linha premium de alimentos veganos

As pastas são desenvolvidas com ingredientes veganos

A Life Company, especializada no desenvolvimento de alimentos nutritivos e veganos, está lançando a versão Premium da sua lista de pastas ‘Bem me Quer’. Para complementar ainda mais a nova linha, os sabores Molho Tártaro e Alcaparras chegaram, bem como o Tomate Seco, que migrou da versão tradicional. 

Existente há 10 anos no mercado e servindo no Food Service há cerca de quatro meses, a Life Company desenvolve pastas de sojas, produzidas com vegetais frescos. Os produtos podem ser a combinação ideal para torradas, pão integral, tapioca, entre outros alimentos. Roberto Sollberger, gestor de Vendas, destaca que são alimentos que encantam a todos os paladares, além dos veganos. “Todos aprovam. Não tem gosto, nem aparência, nem nada que deixe claro ser feito de soja”, afirma. 

Atualmente a linha original ‘Bem me Quer’ oferece oito sabores: Alho com Cebolinha, Alho-poró, Azeitona Preta, Azeitona Verde, Berinjela, Cenoura, Ervas Finas e Manjericão. A marca também possui as linhas Picnic, com chocolates com base de cacau e soja e sem adição de açúcar; e a linhas Requeisoy, que são queijos veganos disponíveis em quatro sabores: Cheddar, Gorgonzola, Provolone e o Original.

Alimentos veganos na hotelaria

Segundo Sollberger, a hotelaria corresponde entre 10% e 15% da receita atual. Contudo, os planos de expandir ainda mais este número já estão sendo colocados em ação, como a construção de uma área especializada para o atendimento de food service.  “É um mercado próspero, com retornos positivos por conta do produto, da qualidade. Esperamos que o ano termine com o setor da hotelaria representando 40% da receita”, estima. 

Ainda de acordo com o gestor, os empreendimentos hoteleiros estão mais preocupados em atender a este nicho alimentício que se tornou um ‘boom’. “A alimentação vegana é muito mais criteriosa, mas não podemos esquecer que os outros públicos, que não são necessariamente veganos ou vegetarianos, também procuram alternativas nutritivas”, explica.

(*) Créditos da Foto: Divulgação/Life Co.

Comentários