Mandarin Oriental Las Vegas: luxo e paz na cidade da diversão

Estamos chegando no Mandarin Oriental Las Vegas.
No meio do edifício fica o Sky Lobby
 
Discreto, luxuoso e com atendimento diferenciado. Essas são as principais características do Mandarin Oriental Las Vegas, localizado em plena City Center, a área mais nova da cidade, onde está também o Aria, também vivenciado pela nossa reportagem em outra ocasião (veja aqui). Aliás, a diferença entre os dois hotéis é muito grande. Um tem 4.004 apartamentos e o Mandarin Oriental, apenas 392; o primeiro tem um cassino no lobby, quase 50 pontos de alimentos e bebidas, incluindo bares, restaurantes e discoteca. Já, o nosso hotel não conta com área de jogos, e possui um restaurante de marca, o Twist by Pierre Gagnaire, o MOzen Bistro, onde é servido o café da manhã, o Mandarin Bar (com vista estonteante) e o Tea Lounge, que serve chás especiais, ao lado da recepção.
 
Diferente de outros hotéis, o lobby do Mandarin Oriental fica no 23º pavimento, e por isso é denominado de Sky Lobby, ali você chega por elevadores distintos dos que te conduzem aos andares dos quartos. E é lá também que você encontra o Mandarin Bar, além da própria recepção.
 
Outro destaque do Mandarin Oriental Las Vegas é o The Spa, com excelente infraestrutura e variada gama de opções para relaxamento.
 
Nada de tumultos, filas no check-in, gente demais e barulho de caça-níqueis no lobby. A chegada no hotel, que tem uma entrada bastante discreta, se dá a poucos metros da Strip, mas não se ouve quase nada, é como um oásis, de onde ao virar a esquina, ingressa-se no mundo dos neons, hotéis gigantescos, carros e enfim, Viva Las Vegas!
 
Já passava da uma da madrugada quando fomos recepcionados pela simpática atendente, que nos ofereceu toalhas frescas e água antes de preenchermos as fichas de registro. Na entrega das chaves, a primeira sensação de que estamos em um hotel com características asiáticas, cujos serviços são considerados os melhores do mundo. Ela entrega as chaves com as duas mãos, num gesto de respeito. Atitude que notamos várias vezes durante nossa hospedagem.
 
Depois de apreciarmos a vista pelas janelas do lobby, subimos para nossa habitação, e ali, descobrimos logo que o Mandarin Oriental é hotel das caixinhas. Nada fica solto no apartamento. A cada mirada com a câmera, uma delas aparecia, e dentro das gavetas também. Ao lado da escrivaninha, uma bem fina e comprida, e lá dentro, cabos diversos, inclusive para gadgets da Apple. Outra de maior tamanho, cuja tampa lateral pode ser aberta com o puxar de um laço, trazia o diretório de serviços e cardápio do room service.
 
Durante a estada, fomos assistir dois shows, o fantástico Love, do Cirque du Soleil, e o passável Le Rêve, em cartaz no Wynn, outro hotel que merece ser visitado. Passeamos pelo Bellagio, lindo como sempre e com astral único, o suntuoso e imperativo Caesars Palace, além do Venetian. Fomos também na área antiga de Las Vegas, onde tem a rua coberta, com hotéis e cassinos do período de glória atual da Strip. Muitas famílias passeado, shows ao vivo e um excelente astral.
 
Las Vegas é isso. Diversão, shows, gastronomia de tudo quanto é tipo, lojas de marca, e muitos hotéis, cujos maiores contam com shopping centers em sua estrutura. Por isso, vale a pena ficar uma semana, ver um show por noite, ir de excursão ao Grand Canyon, alugar uma Harley e pegar simplesmente uma highway no meio do deserto. Passar um dia inteiro no spa do hotel, recebendo massagens enquanto os olhos olham o infinito das montanhas abençoadas por aquele céu azul local, pois além da pulsação das baladas e consumo, a região é marcada pela energia dos antigos povos pele-vermelhas, que habitaram a região. Uma energia forte, marcada pelo compasso do tambor que acompanha a batida do coração deste lindo planeta!
 
Curta a viagem pelo Mandarin Oriental Las Vegas!
 
Por Peter Kutuchian*
 
Antes de entrar no hotel, uma olhada nos edifícios vizinhos.
A cena é futurista!
 
O Port Cocher e o detalhe do paisagismo cria um clima espetacular...
 
As torres Veers são mais bonitas à noite
 
Um olhar para o alto, vendo a fachada do Mandarin Oriental de perto!
 
Já passava da meia-noite quando chegamos no
Mandarin Oriental Las Vegas
 
Entrando no lobby que conta com duas áreas para descanso
ou espera de algum transfer. O detalhe da decoração já
demonstra que estamos em um hotel com ares orientais
 
Formas, cores e luzes harmonizam as sensações óticas...
 
Mosaicos no chão, tons dourados na parede...
 
Culminam nesta obra que fica em frente aos elevadores
quando chegamos no Sky Lobby
 
A primeira atitude da atendente é
oferecer água e toalhas geladas, um alívio!
 
Indo para o hall dos elevadores
 
A obra de arte merece um clique
 
Primeira vez que nos deparamos com uma chaise
dentro de um elevador de hotel
 
 
  Saímos em direção à nossa habitação
 
Seguindo pelo corredor...
 
Até entrarmos em nossa UH
 
Hospedagem
As 392 habitações do MO Las Vegas estáo divididas em dois tipos de UH's: quartos e suítes. Os quartos têm entre 47 e 60 m². Já as suites, partem de 79 m² e vão até 288 m².
 
Os quartos estão divididos em quatro categorias: Standard, CityScape; Strip View e Premier. Já as suítes, têm a seguinte nomenclatura: Junior; CityScape; Strip View; Premier; Dynasty; Apex; Taipan; Emperor e Mandarin.
 
Para ver todos detalhes das UH's do MO Las Vegas, clique aqui.
 
Os ambientes do apartamento ocupado pela reportagem do Hôtelier News (CityScape) são três: closet, banheiro e quarto. Na entrada, o closet, que fica em um corredor isolado. Armário com cofre (na gaveta), robe, pantufas e um pequeno tapete para exercícios ou ioga. Uma pequena porta permite que os mensageiros coloquem jornais e pequenos embrulhos pelo lado de fora sem ter que entrar na habitação.
 
O banheiro é amplo e conta com banheira, com design ovalado, duas cabines (ducha e vaso), duas cubas e apetrechos comuns compõe a infraestrutura. Destaque para a TV que fica dentro do espelho e da prancha de alisamento.
 
O quarto conta com camas king ou queen size, mesa para trabalho, TV com DVD e frigobar completo. O destaque é o controle que pode abrir/fechar cortinas, acender/apagar luzes e ar condicionado, programar o despertador e fechar a conta.
 
A decoração é contemporânea com toque orientais como as caixinhas que guardam diversos itens como cardápios, cabos e amenities. Tudo muito bem organizado e clean.
 
Alguns passos e chegamos à área principal
 
Um mimo de boas-vindas
 
A TV está no "canal" de funcionabilidade, onde
podemos acender luzes, ligar o ar condicionado, entre outros serviços
  
A primeira caixa a ser explorada!
 
Ela é muito bem feita, primorosa!
 
Lá dentro, dois "livros", o Cardápio do room service, e o Diretório de serviços
 
Muitas opções gastronômicas para disfrutar no quarto
  
A mesa de trabalho pode servir de apoio para comer
 
Dentro da gaveta, outra caixa com envelopes,
cartões postais, clipes, bloquinhos, papel sulfite,
marcador de livros...
 
  Atrás da mesa, discreta, uma outra caixa comprida
revela cabos, adaptadores, carregadores de iPod. Tudo muito útil
 
Na mesa de cabeceira, telefone, controle remoto,
águas e o display que controla tudo dentro da UH
 
O banheiro é um show à parte: banheira, duas
cubas na pia, espelho de aumento, e por falar em...
 
Espelho, é nele que fica a TV! Uma novidade que
havíamos visto na Hitec, porém a primeira vez em um hotel
 
E como não poderia faltar... A caixinha!
 
   É nela que ficam todos os amenities!
 
Um close da pia e da disposição de toalhinhas e copos
 
    Nas gavetas, secador de cabelos e prancha alisadora
 
Após um longo dia de caminhada, nada como
relaxar na banheira e acender uma vela aromática!
 
  Detalhe dos amenities, que incluem os sais de banho
 
  Duas cabines completam a infraestrutura do banheiro
 
O closet fica logo na entrada da habitação.
A porta em primeiro plano dá para um espaço
que pode ser acessado por fora, não sendo
necessário abrir porta do quarto para pegar o jornal
 
Dentro do armário, pantufas, robes
e um tapete para exercícios ou ioga
 
  Na primeira gaveta, o cofre, que lembra os utilizados em bancos
 
  Depois de sairmos para passear, voltamos com fome!
 
O dia amanhece!
 
E a exploração continua! Vamos ver o frigobar, que fica em uma gaveta
 
  Uma olhadinha no menu...  
Salgadinhos, CD's, balas, frutas secas, chocolate, preservativos...
 
Chás, DVD's de ioga
 
Vamos para o 'lobby inferior'
 
Alyssa Bushey, a simpática diretora de Comunicações do hotel, nos recepcionou para um site inspection
 
Clicamos o Sky Lobby. Esta área pode ser usada para reuniões, bate-papos...
 
Ou para tomar um chá, claro, é o Tea Lounge!
 
São várias opções: em sachês ou...
 
  À granel
 
O tapete chinês cria o clima no lobby
 
Cores fortes que dão energia!
 
Lá fora, o céu azul e as Veer Towers
 
E o Shopping Crystals
 
Uma vista da Recepção
 
 Onde os atendentes trabalham a 'pleno vapor'
 
Dando uma passadinha pelo MOzen Bistro, onde é servido o café da manhã. Na maioria dos grandes hotéis os EUA, o desejum não está incluso na tarifa
 
Diferente de tudo a cozinha fica na frente do bistro
 
Tudo é limpo e extremamente organizado
 
  Seguimos pelo corredor para ir a outro ponto de vendas, e no caminho avistamos a adega, que é suspensa!
 
O restaurante Twist, assinado pelo chef Pierre Gagnaire, estava fechado na ocasião, uma pena mas, fica para a próxima!
 
 Com certeza, à noite o espaço fica muito mais charmoso
 
Detalhes dos vasos no balcão do bar
 
Eventos Três salões se transformam no Ball Room do MO Las Vegas. Outras três salas menores fazem parte da infraestrutura de eventos, além do business center.
 
Tanto o foyer como o salão principal contam com luz natural, os ambientes são agradáveis e a decoração é moderna, alegre.
 
O pé-direito dos salões chega a 6 metros e a capacidade total é de 380 pessoas no formato banquete; 420 em escolar; 550 em auditório; 600 em coquetel e 120 em "U". No foyer cabem 360 pessoas e o espaço é triangular, como uma perspectiva, causando a sensação de maior amplitude.
 
Para fazer o download da planta de eventos clique aqui.
  
Vemos aqui, o Ball Room do Mandarin, que pode ser dividido em três salas. No total, cabem 550 pessoas no formato auditório
 
E aqui, o foyer
 
O Board Room, para pequenas reuniões
 
Antes de sair, demos um pulo no apartamento, que já estava arrumado e aparentava esse sossego
 
 Lá embaixo, um clique para cima!
 
 Vista da piscina com o City Center ao fundo (foto: mandarinoriental.com)
 
The Spa
Com quase 9 mil m², divididos em dois pavimentos, o The Spa conta com 17 salas de tratamentos, sendo 7 suítes para casais e as demais para atendimentos únicos.
 
Entre os tratamentos e serviços destacam-se: spa chinês para pés; duchas com experiência de cromoterapia; hammam; lacônico; piscina da vitalidade; fonte de gelo; rhassoul para mulheres; boutique e salão de beleza.
 
Acompanhando o excelente acabamento do restante do hotel, o Spa foi construído com os melhores materiais, tanto as madeiras e as pedras são diferenciadas e dão ao local um clima distinto de exclusividade.
 
Nada mal, passar o final da tarde, depois das compras ou de outras atividades, e poder disfrutar de massagens para equilibrar o corpo e a mente.
 
Estamos no The Spa, esperando para sermos atendidos
 
 O local conta com decoração sóbria
 
O clima relaxante mostra-se em alguns cantos
 
E os quadros são contextuais
 
As 'atrações' do Spa ficam um piso abaixo
 
Primeira parada: vestiários
 
Os armários são de madeira e de acabamento indiscutível
 
Chaves e cadeados não são necessários, apenas insira seu código para fechar/abrir
 
A cortina esconde um pouco a vista externa
 
Detalhes são primordiais
 
Esta área é muito interessante: o cliente fica deitado nas esteiras, que estão submersas...
 
A vista é essa, agora é só ligar o aparelho para que a hidromassagem seja feita
 
Saunas secas e úmidas
 
E a área para relaxar entre as terapias
 
Materiais de excelente acabamento
 
   Cromoterapia dentro da sauna
 
Mais detalhes
 
  Símbolos de energia e sabedoria
 
The Spa oferece também uma suite para casais
 
Alguns tratamentos como hidro...
  
E massagens
 
Várias maneiras para manter o equilíbrio
 
E uma gama de produtos de estética
 
 
Várias texturas de madeira compõe a decoração do local
 
Saindo para a Strip vemos o Monte Carlo, o Aria e o MO Las Vegas
 
Passamos pelo Bellagio
 
Clicamos essa Hummerzine
 
E esse restaurante no Crystals
 
A entrada do Monte Carlo
 
E o New York New York
 
A famosa guitarra na porta do Hard Rock Cafe
 
Depois que almoçamos lá, para descer vimos a famosa frase dos Beatles
 
Passamos na loja da M&M's
 
Um semáforo para cada faixa, ninguém pode dizer que não viu o sinal vermelho...
 
Uma das duas torres do Cosmopolitan, novo hotel, que deve abrir no começo de dezembro
 
No Venetian, o canal que imita a cidade italiana
 
Uma carona?
 
Indo assistir o Love, do Cirque du Soleil
 
Na vitrine da loja, clicamos essa chopper
 
Na porta de entrada, homenagem à George Harrison: "A vida segue em frente, com você ou sem você"
 
Esperando o show começar!
 
Depois fomos na Downtown Las Vegas, onde tem os antigos hotéis e cassinos. A via tem uma cobertura onde são projetados filmes e cenas, um verdadeiro show
 
O famoso cowboy que já apareceu em dezenas de filmes
 
Um lugar cheio de famílias que vão ali para se divertir!
 
 O Mandarin Bar fica no mesmo piso do Sky Lobby e é o ponto de partida ou chegada, dependendo do seu pique, para começar ou fechar a noite. Viva Las Vegas!
 
No Brasil, a rede Mandarin Oriental é representada pela X-Mart, com escritórios no Rio de Janeiro e em São Paulo.
 
 
* A reportagem do Hôtelier News se hospedou no Mandarin Oriental Las Vegas a convite do próprio hotel.

Comentários